0

Câncer de útero: Conheça os sintomas e o tratamento da doença

Fátima Bernardes anunciou nesta quarta-feira, 2, que recebeu o diagnóstico da enfermidade em estágio inicial

3 dez 2020
15h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Saiba tudo sobre sintomas, tratamento e prevenção do câncer de útero que acomete Fátima Bernardes
Saiba tudo sobre sintomas, tratamento e prevenção do câncer de útero que acomete Fátima Bernardes
Foto: Reprodução do programa 'Espelho' (2019) / Canal Brasil / Estadão

Fátima Bernardes anunciou nesta quarta-feira, 2, que recebeu o diagnóstico de um câncer de útero em estágio inicial e que irá se afastar do trabalho por uns dias para fazer uma cirurgia. Segundo o ginecologista e obstetra do Hospital Sírio Libanês e Hospital Albert Einstein, Alexandre Pupo, o melhor caminho para a detecção do problema é a realização de exames de rotina, como o papanicolau, que permitem o diagnóstico da doença ainda em fase inicial, como foi o caso da apresentadora da Globo, possibilitando altas chances de cura.

"O câncer de colo uterino pode ser detectado muito precocemente. Muitas vezes em um estágio onde o HPV está provocando lesões chamadas pré-cancerígenas, alterações do colo do útero, que são classificadas de um a três, sendo três o estágio que antecede o câncer. O papanicolau é o exame de excelência para a identificação de pacientes", explica.

O médico explica que o HPV não é um fator de risco definitivo para câncer e que é necessário ter uma alteração percebida no exame mencionado e na colposcopia. "A doença é avaliada pelo tamanho do tumor e pela disseminação no sistema linfático. Se estiver restrito ao colo do útero e for menor do que dois centímetros, a cirurgia é suficiente para garantir uma probabilidade de cura acima de 95%".

No caso de um câncer em estágio mais avançado, este tratamento não é suficiente. "Se houver invasão linfática ou se o tumor for maior que dois centímetros e (ou) se houver presença de gânglios comprometidos na região da pelve, a radioterapia associada a uma quimio será necessária", afirma Alexandre.

De acordo com o ginecologista, sintomas como o fluxo contínuo de uma secreção com forte odor, sangramentos intermitentes, anemia, problemas urinários, inchaço e dores nas pernas podem ser sinais de um câncer de útero mais avançado.

*Estagiária sob supervisão de Charlise Morais

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade