PUBLICIDADE

Busca por ansiolíticos e antidepressivos cresce mais de 100%

Dispara a busca por medicamentos que atuam na saúde mental durante a pandemia, com destaque para os ansiolíticos e os antidepressivos

5 jul 2021 09h05
ver comentários
Publicidade
Busca por ansiolíticos e antidepressivos cresce mais de 100%
Busca por ansiolíticos e antidepressivos cresce mais de 100%
Foto: Shutterstock / Sport Life

A pandemia da Covid-19 alterou radicalmente a forma que vivemos. Da rotina do trabalho remoto ao afastamento de amigos e parentes, a saúde mental de bilhões de pessoas em todo o mundo foi duramente afetada. Um levantamento inédito do Consulta Remédios mostra que houve um aumento de até 113% na procura de medicamentos ansiolíticos e antidepressivos, destinados ao tratamento de insônia, ansiedade e depressão, comparando os seis meses anteriores à pandemia - agosto de 2019 a fevereiro de 2020 - com o respectivo período recente, agosto de 2020 a fevereiro de 2021.

Os dados fornecidos pelo Consulta Remédios são relacionados à busca dos usuários por informações desses medicamentos em páginas de bula, por exemplo. É importante ressaltar que não são comercializados on-line conforme determinação da ANVISA, pois é necessária a apresentação e retenção de receita médica.

No Top 5 dos ansiolíticos mais buscados no Consulta Remédios - plataforma comparadora de preços e marketplace de produtos de farmácia, o Hemitartarato de Zolpidem - destinado ao tratamento da insônia - lidera a lista e teve o aumento mais expressivo de buscas no mesmo comparativo: 865.985 buscas entre 08/20 e 02/21, uma alta de 113% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

O Cloridrato de Fluoxetina, indicado para depressão, vem na sequência. O medicamento foi procurado 806.625 vezes no período de agosto/2020 a fevereiro/2021. Um aumento de 81,74% em relação ao mesmo período anterior.

Completando o top 5 estão presentes medicamentos como o Oxalato de Escitalopram - comumente destinado ao tratamento de depressão - que apresentou um crescimento de buscas de 29,34%, totalizando 714 mil buscas; a Sertralina, também com a mesma finalidade, que registrou um aumento de procura de 55,35%, com 1,28 milhão de buscas; e, por fim, o Clonazepam, receitado para transtornos psicológicos, cujo expressivo aumento foi de 83,43%, um total de mais 495 mil buscas.

"Os dados sugerem que o brasileiro tem enfrentado problemas com depressão, insônia e ansiedade durante a pandemia", avalia Francielle, farmacêutica da plataforma Consulta Remédios. "Nesse sentido, o acompanhamento médico é de vital importância para que as pessoas tenham uma recuperação segura e eficaz. Todos esses medicamentos só podem ser adquiridos com prescrição médica e acompanhamento de profissionais da saúde".

Veja abaixo os detalhes completos dos dados do Consulta Remédios:

Buscas comparativas antes e durante a pandemia no período de - 08/20 a 02/21 em relação ao ano anterior (08/19 a 02/20), seis meses antes de iniciar a pandemia:

Medicamento Finalidade 08/19 a 02/20 08/20 a 02/21 Crescimento
Hemitartarato de Zolpidem Insônia 405.374 865.985 113,63%
Cloridrato de Fluoxetina Depressão 443.831 806.625 81,74%
Oxalato de Escitalopram Depressão 552.590 714.727 29,34%
Sertralina Depressão 416.924 647.699 55,35%
Clonazepam Transtornos de humor 270.301 495.821 83,43%

Busca de ansiolíticos durante toda a pandemia - período de 01/03/2020 a 30/04/2021

TOP 5 substâncias mais buscadas:

Cloridrato de Fluoxetina: 1.674.848

Hemitartarato de Zolpidem: 1.591.273

Oxalato de Escitalopram: 1.397.310

Sertralina: 1.283.607

Clonazepam: 1.086.650

Sport Life
Publicidade
Publicidade