0

9 lendas para evitar as fake news no treinamento esportivo

Não caia mais em fake news, pelo menos na hora de malhar: veja as 9 mentiras mais divulgadas quando o assunto é treinamento esportivo

1 abr 2021
09h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Fake news? Descubra os 10 erros sobre o treinamento esportivo
Fake news? Descubra os 10 erros sobre o treinamento esportivo
Foto: Reprodução/Visual Hunt / Sport Life

Vivemos na era das fake news. Por isso, é muito comum que algumas inverdades sejam repetidas tantas vez que acabamos acreditando. Então, vamos te ajudar a não cair em golpes, ao menos na hora de se exercitar. Confira!

1 - Quem malha com frequência deve investir em suplementos - algumas dessas substâncias são bem-vindas na rotina de quem realmente pega pesado nos treinos como os atletas. O resto das pessoas não deve de forma nenhuma fazer uso desses produtos sem a orientação de um nutricionista, mesmo que seja uma inocente whey protein.

2 - Exercícios aeróbios devem vir antes dos de força - essa não é totalmente fake, pois depende do objetivo de cada um. Se a ideia é melhorar o condicionamento cardiopulmonar, os aeróbios devem vir antes. Mas se o objetivo é aumentar a força e a resistência muscular ou promover hipertrofia, o ideal é trazer a musculação em primeiro lugar. Isso ajuda a preservar os substratos que são consumidos durante a prática da atividade física.

3 - Alongar antes do treino reduz as chances de lesões - não existe nenhuma evidência científica que relacione as duas coisas. Na verdade, alguns pesquisadores já encontraram indícios de que alongar os músculos antes de suar a camisa pode desestabilizá-los, fazendo com que eles fiquem menos preparados para treinos intensos, especialmente os que envolvem pesos. O objetivo desse tipo de exercício é melhorar a flexibilidade e nisso ele é, sim, um grande aliado de quem pratica atividades físicas, pois ajuda a evitar encurtamentos musculares que podem levar a compensações dos movimentos e lesões.

4 - Tomar banho de água quente ajuda a aliviar a dor muscular - é fake pelo fato de não existir uma relação entre as duas coisas. O desconforto é provocado por micro lesões que acontecem nas fibras musculares durante a malhação e que geram um processo inflamatório. Como qualquer inflamação, é preciso um tempo para que ela seja tratada, e o banho quente não tem ação nenhuma sobre esse quadro.

5 -  Cãibra é causada pela perda de eletrólitos - essa é apenas uma das causas da cãibra. Ela pode ser provocada também por falta de preparo físico, deficiências circulatórias, hipotermia, uso exagerado da musculatura e falta de hidratação ou de reservas energéticas provenientes da alimentação.

6 - Suar bastante é sinal de que a pessoa está treinando direito - o suor é apenas um sinal de que o corpo está fazendo a sua termo regulação, ou seja, está equilibrando a sua temperatura por meio da eliminação de parte do calor produzido durante os exercícios. Suar mais ou menos não significa que você malhou da forma correta ou que está queimando uma quantidade diferente de calorias, pois isso depende de vários fatores, como a umidade do ar, o nível de condicionamento, roupas, etc.

7 -  Usar aparelhos de musculação é melhor do que trabalhar com peso livre - se for uma pessoa que está começando a praticar musculação ou não tem muita coordenação motora ou força muscular, as máquinas são mais indicadas, já que oferecem mais suporte para a realização dos movimentos e ainda facilitam o aprendizado da execução. Mas isso é fake, pois quem já está acostumado a fazer esse tipo de treino pode optar por qualquer um dos dois, mas com os pesos livres acaba levando vantagem, pois trabalha mais os músculos de maneira mais completa e diversificada.

8 -  É bom fazer massagem depois do treino - por muito tempo, acreditou-se que a massagem era uma boa opção para ajudar a recuperar a musculatura. No entanto, uma pesquisa realizada na Ontario's Queen's University (Canadá) revelou que os movimentos feitos com as mãos após o treino, mesmo que por um profissional, podem comprimir pequenas veias e piorar a circulação. Além disso, existem especialistas que apostam na chamada liberação miofascial. A massagem atua para ativar o movimento muscular, melhorar a sua flexibilidade e estimular a circulação sanguínea na região, o que acaba melhorando também a recuperação.

9 -  Fazer exercícios aeróbicos em jejum ajuda a emagrecer - esse tipo de treinamento tem sido cada vez mais utilizado nas academias. E isso é um perigo, pois, além de já ter sido demonstrado por meio de estudos que essa estratégia ajuda a diminuir o peso, já foi também comprovado que pode ter efeitos negativos sobre o metabolismo e ocasionar a perda muscular.

Veja também:

Máscara de pano é eficaz? Quando devo usar a PFF2? Especialista esclarece dúvidas
Sport Life
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade