PUBLICIDADE

7 dicas para montar um cardápio saudável

Aproveite o maior tempo em casa para fugir de alimentos ultraprocessados e apostar em um cardápio com muito mais saúde

27 abr 2021
0comentários
Publicidade
Cardápio saudável: 7 dicas para montar refeições balanceadas
Cardápio saudável: 7 dicas para montar refeições balanceadas
Foto: Shutterstock / Sport Life

A comida feita em casa traz a memória afetiva, principalmente no momento que estamos vivendo. Por isso, planejar o cardápio é essencial para manter as refeições saudáveis e com comida de verdade mesmo quando o tempo é reduzido, como o home office exige, por exemplo.

Sobre este assunto, algumas dicas que a Camil tem são:

1) Planejar preparações com ingredientes de diferentes grupos alimentares é ponto importante a ser considerado na organização do cardápio, pois uma refeição balanceada é composta por um item de cada grupo: 1) leguminosas: feijão, grão-de-bico, lentilha ou outros grãos + 2) carboidratos: arroz branco, integral, entre outros + 3) legumes e verduras + 4) proteína: animal ou vegetal (carnes, ovos, frango, peixe e etc). Busque preparações que já conhece para facilitar o preparo do dia a dia, mas não deixe de trazer mais variedade com poucos ingredientes para a sua refeição.

2) Os grãos são aliados muito importantes neste momento, pois são alimentos nutritivos e extremamente versáteis, podendo ser consumidos quentes ou frios; em ensopados (como o feijão), em saladas, como pastas de grãos, nas sopas, como aperitivos, etc; assim dá pra variar bastante o cardápio da semana. Além de poderem ser preparados previamente e congelados para consumir ao longo da semana;

3) Ter variações que vão além do tradicional arroz com feijão ajuda a ampliar o paladar e as inúmeras opções com outros tipos de grãos, como lentilha, grão de bico, etc. No caso do arroz, o integral, o selvagem, entre outros;

4) Variar os pratos de acordo com os legumes e verduras que estão na estação que, além de ser mais barato, garante o melhor aproveitamento destes ingredientes, além de serem muito mais saborosos durante suas safras;

5) Abuse das especiarias, alho, cebola, azeite, etc. E para agilizar o preparo dos alimentos do cardápio, como são usadas em todas as preparações, a dica é picar ou bater no processador o alho com cebola e azeite e deixar em um recipiente com tampa da geladeira por até 3 dias;

6) Abusar também das ervas frescas na hora de fazer as refeições, como salsinha, coentro, cebolinha, manjericão. Elas trazem frescor e diferentes sabores aos pratos. Caso não tenha a erva fresca, uma dica é quando comprar, lavar e secar bem a salsinha e cebolinha e picar. Depois, guardar em um pote com tampa e congelar. Assim as ervas ficam sempre à mão;

7) Outro ponto importante para as famílias com criança em casa é que a comida dos pequenos não precisa ser diferente do restante da família, isso também facilita no planejamento do cardápio.

"Todos nós sabemos da importância cultural do arroz e feijão e o tradicional "prato feito ou PF" para nós brasileiros, que além deste aspecto cultural, tem um equilíbrio nutricional muito relevante. Portanto, quando deixamos de consumir alimentos ultraprocessados e passarmos a consumir mais os "PFs" estamos fornecendo nutrientes importantes para o organismo, mas também mantendo este hábito alimentar saudável", explica Ivy Oliveira, coordenadora da cozinha da Camil.

Sport Life
Publicidade
Publicidade