PUBLICIDADE

Psicóloga revela suas dicas pessoais para superar a síndrome do impostor

Se você também passa por isso, veja o que fazer para melhorar sua autoconfiança

14 jun 2024 - 13h00
(atualizado em 18/6/2024 às 18h04)
Compartilhar
Exibir comentários
Shutterstock
Shutterstock
Foto: Minha Vida

Você já se pegou duvidando das suas próprias capacidades, conquistas e realizações? Já se sentiu como se fosse uma fraude, mesmo diante de evidências claras do seu sucesso? Como se tudo não passasse de uma enganação? Alguém ainda vai descobrir que você não é tão bom quanto estão dizendo por aí? Se sim, você pode estar experimentando o que é conhecido como a Síndrome do Impostor.

A Síndrome do Impostor é um fenômeno psicológico que afeta indivíduos que, apesar de alcançarem sucesso em suas vidas pessoais ou profissionais, ainda têm uma forte sensação de que são fraudes, que algo não vai tão bem ou que tem alguma coisa que não está tão correta assim, até mesmo que não merecem suas conquistas. Essa condição pode ser acompanhada por uma intensa sensação de perfeccionismo, autocobrança, insegurança, dúvidas e uma constante busca por validação externa.

A origem da Síndrome do Impostor pode estar enraizada em diversas causas, incluindo:

- Perfeccionismo excessivo: A busca exagerada pela perfeição pode levar a uma sensação de nunca ser bom o suficiente, mesmo diante de realizações significativas.

- Comparação social: Comparar-se constantemente aos outros e sentir-se inferior, diferente ou "um peixe fora d'água" pode alimentar a crença de que tem algo errado com você.

- Traumas passados: Experiências negativas do passado, como críticas severas ou falhas anteriores, podem criar uma mentalidade de autossabotagem e autodepreciação.

...

Veja mais

Veja também

Por que a síndrome do impostor atinge mais mulheres?

Síndrome do impostor: entenda o que é e como tratar

Psicóloga revela suas dicas pessoais para superar a síndrome do impostor

Procrastinação e perfeccionismo prejudicam a vida, mas têm solução: veja 5 passos para superar

A regra 7-38-55 é a chave usada pelas pessoas que têm mais inteligência emocional

Minha Vida
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade