2 eventos ao vivo

Saiba como prevenir os cães do calor intenso deste verão

12 mar 2014
07h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em meio às altas temperaturas que ainda serão registradas neste verão, os cuidados tomados para evitar os efeitos negativos do tempo seco devem ser estendidos para os cachorros. Isso porque o animal de estimação também sofre com a sensação de calor provocada pelos dias quentes típicos da estação.

Recobertos pela pelagem, eles chegam a ter a temperatura média corporal girando em torno de 42ºC, pois não contam com o mecanismo da sudorese, responsável por fazer com que o aquecimento do organismo diminua. Por isso, podem desenvolver problemas de saúde como a insolação, que é famosa por causar a perda de consciência do pet, convulsões, paradas cardíacas e, até mesmo, a sua morte. Por esse motivo, algumas medidas precisam ser tomadas pelos donos dos cães dentro e fora de casa para garantir o seu conforto e bem-estar.

Uma das principais coisas a se fazer é deixar água fresca e, se possível, resfriada, no bebedouro do cachorros. Para isso, é necessário trocá-la durante o dia. “Outra dica interessante é evitar passear com eles na rua ou no carro que não possui ar-condicionado, nos horários em que o sol está muito forte”, recomenda Ronaldo Lucas, professor coordenador do HOVET - Hospital Veterinário da Universidade Anhembi Morumbi, de São Paulo.

Para que os cães passem bem pelos dias quentes, também é importante avaliar se o local onde eles ficam conta com uma parte sombreada durante o dia e procurar alimentá-los com frutas frias ou levemente geladas, evitando, apenas, as que são cítricas.  Além disso, se a raça do animal permitir, vale a pena apostar em brincadeiras na piscina para refrescá-lo, assim como no uso controlado de ventiladores e ar-condicionados.

Nesta temporada, se o pet puder ser tosado, também é recomendado diminuir bastante a sua pelagem e aumentar a frequência de banhos para diminuir a sua temperatura.  “No entanto, é preciso lembrar que a água utilizada precisa estar fria e que o cachorro deve ser seco com secador frio o mais rápido possível”, alerta o especialista. 

Veja também:

Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade