4 eventos ao vivo

Cuidados básicos com filhotes prolongam a vida dos cães

Saiba que tipo de precaução é fundamental para que o seu cachorro de estimação possa ter uma vida longa e saudável

18 jun 2014
08h33
  • separator
  • comentários

Como muitos donos de pets já sabem, a prevenção é a sempre a melhor forma de manter a saúde dos animais, e estar bem informado sobre as precauções mais básicas e essenciais para manter a integridade física do seu bichinho de estimação é fundamental para proporcionar a ele uma vida longa, cheia de saúde e disposição.

Foto: Getty Images

Ainda filhotes, os cães devem receber uma série de vacinas e procedimentos de extrema importância para o resto de suas vidas. A partir dos 30 dias de vida, os cachorros já podem passar pelo processo da vermifugação, que garante a proteção do animal contra a contaminação por vermes, responsáveis por doenças terríveis como filariose (que causa a infestação do coração do animal por vermes que podem chegar a até 30 centímetros de comprimento) e verminoses em geral.

Nesse mesmo período, também é possível aplicar nos cachorrinhos uma vacina preventiva contra a parvovirose, que deve ser reforçada pela vacina polivalente para que a proteção seja completa. No entanto, esta imprescindível vacina, chamada de polivalente ou V10, só pode ser administrada aos cães a partir dos seus 45 dias de vida, servindo para proteger o animal contra um grupo de doenças entre as mais perigosas e fatais.

Para que o seu cãozinho fique protegido de maneira eficiente, é importante procurar por estabelecimentos conhecidos e com profissionais de respeito, que usam produtos de marcas idôneas e que podem garantir a manutenção da saúde do pet. Devendo ser aplicada em três doses (com intervalos específicos entre elas), a vacina polivalente deve ser renovada anualmente, protegendo os cachorros contra cinomose, hepatite infecciosa canina, adenovirose, coronavirose, parainfluenza canina, parvovirose e quatro tipos de leptospirose canina.

Junto com a aplicação da V10, é essencial se informar com o veterinário responsável sobre a vacinação do cão contra giárdia, tosse dos canis e raiva, já que, embora estas também sejam doenças bastante perigosas para os cães e, em muitos casos, fatais, seus antígenos não fazem parte do grande pacote protetor que compõe a vacina polivalente.

Tomando tais precauções enquanto o pet ainda é filhote, as chances de que ele cresça saudável e cheio de energia são as maiores possíveis, e cabe aos donos ficar de olho para renovar as doses de vacinas necessárias de forma anual.

Clique no link e saiba onde encontrar empresas confiáveis do mundo pet para manter a saúde do seu cachorrinho de estimação.

Matéria validada pelo Dr. Ricardo Tubaldini (CRMV – SP 23.348), Médico Veterinário formado pela Universidade Paulista e Cirurgião Geral e Ortopedista em Hospital Veterinário de São Paulo. Dr. Tubaldini é Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato.

Curso de patologia veterinária de cães e gatos Curso de patologia veterinária de cães e gatos
Aprenda um pouco mais sobre a saúde de cães e gatos e saiba como cuidar melhor do seu amiguinho. Curso certificado pelo MEC, matricule-se já

Cachorro Gato

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade