PUBLICIDADE

Conheça Jout Jout e 5 tabus que ela quebra sobre relações

Destaque no Youtube, Julia Tolezano explica sucesso de seu canal e nega ter pretensões feministas

6 abr 2015 12h58
| atualizado às 16h10
ver comentários
Publicidade
<p>Jout Jout diz que seu objetivo é simples: "Eu só quero dizer 'Gente, não precisa desse problema! Vamos resolver isso logo e andar com essa vida!'"</p>
Jout Jout diz que seu objetivo é simples: "Eu só quero dizer 'Gente, não precisa desse problema! Vamos resolver isso logo e andar com essa vida!'"
Foto: Youtube/ Jout Jout Prazer / Reprodução

"Todos nós quebramos tabus todos os dias", ou pelo menos deveríamos. Esse é um dos ensinamentos de Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout na internet, e dona de um canal no Youtube com mais de 67 mil inscritos. É lá que ela fala sobre menstruação, te ensina a fazer brigadeiro e explica por que achar que todo mundo é feliz no Instagram é uma tremenda perda de tempo.

Os vídeos de Julia percorrem o caminho natural dos virais. "Olha aqui que figura essa menina", recomenda um amigo. E quando você vê, já assistiu a todos os 40 vídeos postados no canal Jout Jout Prazer. O mais popular deles (com mais de 450 mil visualizações, e contando), é o sagaz "NÃO TIRA O BATOM VERMELHO", que não tem nada a ver com ensinamentos de maquiagem. Nele, ela alerta seus espectadores sobre os perigos de um relacionamento abusivo, tudo com humor.

Apesar de receber mensagens de gratidão de mulheres que se identificaram com as ciladas listadas por ela, Julia não tem pretensão de ser uma figura feminista, até porque gosta de salientar que qualquer um, homem ou mulher, pode sofrer na mão de alguém. "É empoderamento do ser humano, que está numa encrenca e precisa sair dela. Eu acho, que lá no fundinho, eu sou como as pessoas falam que são feministas. Eu me emociono com mulheres fazendo coisas maravilhosas, fico toda arrepiada, mas eu não gosto de levantar bandeira", explica, em entrevista ao Terra.

O segredo da popularidade de Julia pode ser explicado por um termo usada pela própria: "destabulização". Ou seja, quebrar tabus sem grandes pretensões, afinal, muitas vezes ela liga a câmera sem saber o que dizer. Quando não produz sozinha os vídeos, Jout Jout conta com a ajuda do namorado, Caio, que nunca aparece, mas já virou um personagem do imaginário de que acomapanha o canal. "As pessoas ficam enlouquecidas querendo saber quem é Caio, e eu até entendo, porque o ser humano é curioso. Tem gente que sonha com ele (isso eu acho legal), eles inventam uma cara pra ele", se diverte.

Aos 23 anos, a jornalista de formação gosta de dizer que toca "projetos pessoais". "Era só uma brincadeira. Agora virou mais do que isso", explica. Há três semanas, Julia fez seu primeiro merchandising, mas a marca não pediu nada, além da menção em um de seus vídeos. "Eu não faço qualquer coisa, obviamente. Tem que ser uma coisa que eu consiga fazer muito naturalmente, e que seja pelo menos uma aventura. Vai muito do que pode ser divertido de fazer."

As proposta de publicidade não são a única forma de reconhecimento, afinal, Jout Jout é o que podemos chamar de "celebridade da internet". "Toda hora [alguém me reconhece] na rua. Mas é sempre uma surpresa. Alguém grita 'Jout Jout!', aí eu viro e as pessoas dão tchau do ônibus. Eu não me vejo me acostumando com isso...", admite.

Apesar da desenvoltura - acentuada pelo sotaque carioca e um baita talento para a comédia -, Jout Jout garante que é extremamente tímida. "Só não fico quando sou eu e a câmera. Eu fico tímida quando eu tenho uma plateia, um monte de gente", diz, lembrando de quando foi convidada para dar uma palestra em uma universidade de Niterói e quase não conseguiu cumprir a "missão" por estar nervosa, com febre e vomitando. "Minha saúde acabou, foi um desespero."

Gravar os vídeos, por outro lado, é terapêutico. "Geralmente eu faço pra mim, porque quero falar comigo. Não é tanto para ajudar as pessoas com um problemão. Eu só quero dizer 'Gente, não precisa desse problema! Vamos resolver isso logo e andar com essa vida'", ela suplica.

Veja cinco ensinamentos preciosos sobre relacionamentos que Jout Jout já compartilhou em seu canal:

1. "Cada pessoa no mundo tem a sua peneira"
Saber escolher uma pessoa pra você é a melhor maneira de não se frustrar no futuro. Afinal, pra quê se moldar a alguém se mais tarde vamos acabar cansados de fingir? Então sempre que você fizer algo que não quer para agradar alguém, pergunte-se: "Vale a pena?"

2. "Triste é você que faz ciuminho"
Sair para festas sem o namorado, deixar de fazer planos por não ter companhia e a mania de enciumar o outro para conseguir atenção. Por quê mesmo? Boa pergunta, Jout Jout. Para ser feliz com alguém, é importante conseguir ser feliz sozinho.

3. "Todos nós temos uma coisa especial que ninguém tem"
Lembre-se de que, como diz Jout Jout, ninguém está imune de sofrer de baixa autoestima. Portanto, não se deixe levar pelos momentos de "eu me odeio" e tente lembrar do porquê a pessoa que está ao seu lado gosta de você.

4. "Coisas mal resolvidas deixam a gente sem sono"
Evitar mal entendidos é um dos grandes segredos de um relacionamento saudável. Decifrar sinais é perda de tempo, então o melhor é sempre perguntar para resolver.

5. "O Facebook canta todas as vitórias. Cadê as derrotas?"
A sábia Jout Jout avisa: "O Facebook diz que as pessoas estão sempre bonitas, comendo coisas gostosas, se amando". Mas cadê as derrotas, da vida real? Pois é. Não se engane ao olhar para a vida alheia, achando que só você tem problemas.

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade