0

Castrar ou não? Veja vantagens de fazer a cirurgia em fêmeas

Conheça três das principais vantagens em castrar a sua gata ou cadela e procure já um profissional de confiança

8 set 2014
19h30
atualizado às 19h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Getty Images

Pauta freqeente na vida de quem está pensando em levar um novo pet para casa, a castração de animais é um procedimento essencial para muitos donos de animais de estimação, já que, além de impedir o surgimento de crias indesejadas, também pode ajudar a acalmar o animal e acabar com uma série de hábitos desagradáveis, incluindo o territorialismo exagerado e as ações relacionadas a isso (como os jatos de xixi pela casa toda).

Siga Terra Estilo no Twitter

O caso das fêmeas, no entanto, a castração também é capaz de prevenir o desenvolvimento de uma série de doenças graves que poderiam afetar a vida de cadelas e gatinhas. Em alguns casos, essas complicações podem levar a pet ao óbito se não tratadas (ou mesmo com tratamentos, pois o nível de agressividade de tais problemas é bem alto).

Confira, a seguir, três entre os muitos motivos pelos quais a sua cadela ou gata deve passar pelo procedimento da castração:

Piometra
Comum entre as cadelas não castradas, a doença chamada de piometra consiste em uma grave infecção no útero do animal que pode levá-lo à morte (que ocorre, geralmente, em fêmeas que acabam de parir, de cruzar, de passar pelo cio ou que sofreram um aborto) e pode ser prevenida pela castração, já que, no procedimento, o útero da cachorrinha é removido.

Câncer de mama
Podendo se desenvolver em qualquer fase da vida de gatas e cadelas – e também em todos os tipos e estilos de raça – o câncer de mama é outro problema grave que pode ser evitado por meio do procedimento da castração. Embora não seja uma garantia de que a doença nunca irá aparecer, nos dias de hoje, a castração das fêmeas em um período anterior ao primeiro cio é o método considerado mais eficiente para manter cadelas e gatinhas afastadas do câncer de mama. 

Abandono de animais
Um dos motivos mais comuns pelo qual os donos de bichinhos de estimação apostam na castração de seus pets é a falta de desejo ou condições de criar novos filhotes, e quem age dessa forma está correto, já que uma das razões para que o problema do abandono continue em alta no Brasil é, justamente, a falta de precauções desse tipo por parte dos donos.

É fundamental ter em mente que, ao cruzar, uma cadela ou gata pode gerar ninhadas de três, quatro ou até mais do que cinco crias e, a menos que o dono do pet tenha condições de criar todos os filhotes (ou pessoas de confiança que queiram levá-los para casa), a castração é a melhor opção – evitando o abandono de animais nas ruas em função da falta de vontade ou condições de ter em casa muitos animais.

Clique no link e saiba onde levar sua pet fêmea para que o procedimento de castração possa ser feito com toda a segurança necessária.

Matéria validada pelo Dr. Eduardo Toshio (CRMV – SP 15.821), Médico Veterinário formado pela Universidade de São Paulo (USP), com mestrado em Cirurgia Cardio-Torácica na USP e Docente do Curso de Especialização em Oftalmologia Veterinária- ANCLIVEPA – SP. Responsável pelo Setor de Cirurgia Ortopédica e Oftalmológica em Hospital Veterinário de São Paulo, atuando em cirurgia geral, ortopédica, torácica e vascular, oftalmologia clínica e cirúrgica e clínica geral. 

<a data-cke-saved-href="http://mulher.terra.com.br/comportamento/raca-de-caes/" href="http://mulher.terra.com.br/comportamento/raca-de-caes/">veja o infográfico</a>

Curso de patologia veterinária de cães e gatos Curso de patologia veterinária de cães e gatos
Aprenda um pouco mais sobre a saúde de cães e gatos e saiba como cuidar melhor do seu amiguinho. Curso certificado pelo MEC, matricule-se já

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Cachorro Gato
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade