PUBLICIDADE

SPFW: Led traz Gil do Vigor e exibe bandeira do Lula

4 jun 2022 21h30
| atualizado em 5/6/2022 às 10h08
ver comentários
Publicidade

Depois do "Fora Bolsonaro" no desfile da grife Meninos Rei, a noite deste sábado (4) no SPFW. teve Bandeira com o rosto do Lula na passarela, pelas mãos do estilista  mineiro Célio Dias, da LED, que sempre tempera as coleções com posições políticas. Na passarela, além dos modelos, amigos do estilista, incluindo o ex-BBB Gil do Vigor, que já declarou seu voto ao petista.

Gil do Vigor em desfile LED no SPFW
Gil do Vigor em desfile LED no SPFW
Foto: SPFW/Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Esse SPFW está sendo marcado por protestos políticos e pela presença de vários BBB e influenciadores, que fazem as vezes de outros artistas de antigamente. Além de Gil, Thais Braz, Lumena, Mari Gonzalez desfilaram para a Led. Os influenciadores Esse Menino (do meme sobre a vacina Pfizer) e Alexandra Gurgel, fundadora do movimento Corpo Livre, e o cantor Mateus Carrilho, também cruzaram a passarela.

Thais Braz, Lumena e Mari Gonzalez em desfile LED no SPFW
Thais Braz, Lumena e Mari Gonzalez em desfile LED no SPFW
Foto: SPFW/Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Gil usou um look preto com uma camiseta com a inscrição Bicha Vigorosa, em letras coloridas. Aliás, a diversidade sempre fez parte da bandeira da Led, assim como a política.

Céçio Dias com a bandeira de Lula
Céçio Dias com a bandeira de Lula
Foto: SPFW/Reprodução / Elas no Tapete Vermelho

Se esse ano, Célio envergou a bandeira estampada com o rosto do candidato Lula, em 2019, o estilista Ronaldo Fraga desfilou para Célio Dias com a camiseta "Fora Canalhas". Uma prova de que desfiles de moda são plataforma de manifesto político sim.

Esse menino, Alexandra Gurgel e Mateus Carrilho em desfile LED no SPFW
Esse menino, Alexandra Gurgel e Mateus Carrilho em desfile LED no SPFW
Foto: SPFW/Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

A coleção apresentada traz seu crochê de alto nível, patrocinado pela Círculo S/A, ao lado de peças com enfeites, recortes, vazados que deixam o corpo à mostra, uma constante nesta edição, como o usado por Mari Gonzalez Thais Braz desfilou com um vestido curto rosa de crochê com um coração tecido na frente. O coração com as cores  do arco-íris, da bandeira LGBT, pontuaram várias peças, incluindo a usada por Alexandra Gurgel. A coleção se chama "Sinto Tanto" e, segundo o estilista, resgata vivências de amores não correspondidos.

Desfile LED no SPFW
Desfile LED no SPFW
Foto: SPFW/Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Além do crochê, looks de tecidos como algodão, seda e viscose vinham em peças de alfaiataria em tons quentes como o vermelho, cor usada por Lumena. Na passarela, os modelos desfilavam ao ritmo da performance da drag queen Bruno Lá Femme, que dublava canções na voz de Fernanda Takai. É a moda dando mais um recado ao Brasil.

Drag queen Bruno Lá Femme em desfile LED no SPFW
Drag queen Bruno Lá Femme em desfile LED no SPFW
Foto: SPFW/Divulgação / Elas no Tapete Vermelho
Elas no Tapete Vermelho
Publicidade
Publicidade