PUBLICIDADE

Magreza polêmica e Barbie marcam desfiles de Milão

Modelos muito magras na Emporio Armani e o desfile da Moschino inspirado na boneca chamaram a atenção para o verão 2015 italiano, que também apostou em militares e anos 70

23 set 2014 16h43
ver comentários
Publicidade

Os desfiles de Milão terminaram nesta segunda-feira (22) com polêmica e Barbie. Polêmica pela magreza das modelos que desfilaram vários tons de azul para o Emporio Armani. Já o rosa da Barbie dominou o desfile da Moschino, que tem como diretor artístico Jeremy Scott. Na coleção de inverno, o estilista tinha feito uma linha inspirada no McDonald’s. Para o verão, a boneca mais vendida do mundo foi o mote das roupas.

Não faltaram nas passarelas milanesas transparência, fendas, estampas, decotes e acessórios para lá de alegres, apesar do verão sombrio projetado pela Prada. Os anos 70, com seus vestidos esvoaçantes e o militar também marcaram presença. Bolsa com estampa de bolsas, chapéus, turbantes... Dê uma espiada em 21 fotos.

Barbie

Jeremy Scott, depois de se inspirar no McDonald’s na coleção passada, encheu a passarela da Moschino de Barbies, com predominância do rosa, claro.

Foto: Pier Marco Tacca / Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca/Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca / Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca/Getty Images

Magreza em blue

O desfile da grife Emporio Armani gerou polêmica por conta da magreza de várias modelos. Para a segunda marca de sua empresa, Giorgio Armani se inspirou no azul, principalmente do mar, tanto que o nome de sua coleção é “@blue”, na qual imprimiu vários tons da cor. Para sua a grife principal que leva seu nome, a areia foi a inspiração, até com uma modelo no final mostrando um rede que lembrava a areia escorrendo.

Foto: Catwalking / Getty Images

Foto: Catwalking/Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto / Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto/ Getty Images

Sol na cabeça

Os desfiles são para o verão 2015. Por isso, algumas grifes apostaram também em chapéus, como Max Mara, e nos turbantes, como Missoni. Uma pegada dos anos 70 também entra na tendência. A dupla Dolce&Gabbana também enfeitou a cabeça de algumas modelos, mas a menos que você seja celebridade ou vá a alguma festa a fantasia, melhor evitar as coroas douradas propostas pela grife, que se inspirou na Espanha e... sua influência na Sicilia, terra natal dos estilistas e que há várias temporadas são o mote das coleções.

Foto: Catwalking / Getty Images

Foto: Catwalking/Getty Images

Foto: Stefania D'Alessandro / Getty Images

Foto: Stefania D'Alessandro/Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto / Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Na boca

A Just Cavalli, segunda marca de Roberto Cavalli, mostrou mistura de tecidos, amarrações, sandálias douradas de sola reta e bolsas de mão com uma boca bordada. Elas prometem virar objeto de desenho, mesmo não sendo tão novidade assim.

Foto: Tullio M. Puglia / Getty Images

Foto: Tullio M. Puglia/Getty Images

Foto: Tullio M. Puglia / Getty Images

Foto: Tullio M. Puglia/Getty Images

Repolho e balãozinho

Vai um visual repolho aí? Pois bem, a DSquared2 mostrou blusas e saias com tantos babados que mais parecem inspirados na verdura, mesmo sendo vermelhos e caramelo. A marca também colocou microsshorts com corte balonê, todo bordado com miçangas. Se você tem quadril de modelo, fica legal. Se for maior, melhor evitar.

Foto: Stefania D'Alessandro / Getty Images

Foto: Stefania D'Alessandro/Getty Images

Foto: Stefania D'Alessandro / Getty Images

Foto: Stefania D'Alessandro/Getty Images

Foto: Catwalking / Getty Images

Foto: Catwalking/Getty Images

Penas

A Fendi, também desenhada por Karl Lagerfeld, colocou vazados e penas para seu verão. Quer ousar? Então é uma boa dica.

Foto: Tullio M. Puglia / Getty Images

Foto: Tullio M. Puglia/Getty Images

Foto: Tullio M. Puglia / Getty Images

Foto: Tullio M. Puglia/Getty Images

Verão escuro

A Prada colocou peças sérias e escuras no seu verão. Outras grifes, como Dolce & Gabbana, Roberto Cavalli e Versace mantiveram a tendência que vem há tempos de transparência e vazados no preto.

Foto: Catwalking / Getty Images

Foto: Catwalking/Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto / Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto / Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Foto: Tulio. M. Puglia / Getty Images

Foto: Tulio. M. Puglia/Getty Images

Anos 70, o retorno

Sim, em Milão ficou ainda mais evidente a influência dos anos 70 na moda. Vestidos esvoaçantes, como de Cavalli em animal print; estampas em tie-dye, como o look desfilado por Naomi Campbell para a Pucci e as transparência flower power de Alberta Ferretti.

Foto: Vittorio Zunino Celotto / Getty Images

Foto: Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca / Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca/Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca / Getty Images

Foto: Pier Marco Tacca/Getty Images

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
Publicidade
Publicidade