1 evento ao vivo

Em estreia na SPFW, Bobstore propõe moda para a mulher real

Marca aposta na conciliação entre a roupa de passarela e aquela do dia a dia para manter relevância no mercado

26 out 2018
17h14
atualizado às 17h20
  • separator
  • comentários

Com 22 anos de história, a marca paulistana Bobstore realizou nesta quarta, 24, sua primeira apresentação em um evento da SPFW. Enquanto muitas das grifes que desfilaram nessa temporada são jovens e possuem distribuição restrita, a veterana do mercado conta com mais de 40 pontos de venda, entre franquias e lojas próprias, e está presente em mais de 250 multimarcas pelo Brasil.

Modelos durante a apresentação da Bobstore
Modelos durante a apresentação da Bobstore
Foto: Agência Fotosite/Divulgação / Estadão Conteúdo

O desafio de André Boffano e Sam Santos, que assumiram o estilo da Bobstore no ano passado, foi desenvolver uma coleção que, ao mesmo tempo, correspondesse às expectativas de um evento de moda e dialogasse com a clientela que a marca possui. "Quisemos fazer uma roupa real, em que tudo o que foi desfilado será vendido nas lojas", explica Santos. "Criamos para uma mulher contemporânea, que de dia tem que trabalhar e à noite tem um evento. Essa é a mulher Bobstore, que leva os filhos para a escola, depois tem uma reunião, um happy hour...Sua rotina engloba tudo isso".

A dupla acredita que, mesmo se vestindo para uma rotina prática, a informação de moda presente na passarela despertará o desejo das clientes a ponto de quererem inseri-la em seu guarda-roupas. Para o Inverno 19, a inspiração foi trabalho da pintora americana Georgia O'Keeffe, em especial os anos que passou no Novo México reproduzindo as paisagens do cerrado. O resultado é uma coleção com pegada western e paleta terrosa, em que recortes em couro, franjas e diversas peças em tricô trazem novo frescor para a estética boho característica da marca.

"Trazer essa cultura da arte para a Bobstore é uma proposta nova, desejamos inseri-la no DNA da marca. É uma aposta nossa. O que a mulher precisa é de uma roupa usável e confortável, e ter essa informação de arte é algo que vêm para agregar", conclui o estilista.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade