SPFW abre cada vez mais espaço para criadores negros

O SPFW já foi muito criticado por não levar modelos negros à passarela. Na temporada apresentada em outubro de 2020, instituiu a cláusula de cota racial, em que 50% dos modelos deveriam ser obrigatoriamente negros, afrodescendentes ou indígenas. Na última edição, entre os dias 23 e 27 de junho, além desta cláusula, também abrigou o projeto Sankofa, com a apresentação de 8 grifes comandadas por estilistas negros de várias partes do Brasil. A ação foi criada pelo movimento Pretos na Moda.

Elas no Tapete Vermelho Elas no Tapete Vermelho
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade