1 evento ao vivo

Chanel monta praia, com onda e areia de verdade, em Paris

2 out 2018
13h24
atualizado às 13h33
  • separator
  • comentários

Todo desfile da Chanel é um evento. E se as roupas sempre oferecem a marca registrada da empresa fundada por Gabrielle Chanel, o estilista chefe Karl Lagerfeld, não poupa imaginação para criar cenários na grande estrutura com teto de vidro do Grand Palais, na Champs Elyseés, ao lado do Rio Sena, em Paris. Já teve foguete, supermercado e a própria reprodução da Torre Eiffel.

Coleção verão 2019 da Chanel (Foto :Reprodução/Chanel)
Coleção verão 2019 da Chanel (Foto :Reprodução/Chanel)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Dessa vez, o alemão criou uma praia com areia e até ondas pequenas, por onde as modelos passavam descalças. Com os pés literalmente na areia, as modelos levavam os sapatos, alguns de cortiça, na mão ou pendurados nas bolsas. Chanel, a própria, era apaixonada por praia, tanto que criou alguns de seus mais icônicos looks durante suas estadias na Riviera Francesa: estilo marinheiro, para citar apenas um. Ela também começou a exibir pele bronzeada, prática nada comum nos anos 1920, quando a brancura da pele era o símbolo da riqueza.

Visualizar esta foto no Instagram.

Graphic lines and rounded shoulder shapes backstage at the #CHANELSpringSummer 2019 show earlier today in Paris. #CHANELByTheSea #CHANEL #PFW @ineneefs @kris_grikaite

Uma publicação compartilhada por CHANEL (@chanelofficial) em

No espaço inaugurado para a Exposição Universal de 1900, um ano depois da Torre Eiffel, modelos entravam com peças que traziam o DNA da marca, seus debruns, botões e casacos, além de chapéus de palha e muita silhueta oversized. O utilitário, que é tendência forte, apareciam tanto com a profusão de bolsos em jaquetas de tweed (sim, o tecido nunca sai das coleções da Chanel) e até em mais de uma bolsa num look só.

Os tons claros, beges e amarelados dividiam a cena com branco, jeans e preto. As peças de verão vinha também bicolor em tons como branco e azul ou branco e vermelho, como nos cardigã curtos usados com jeans. E claro, os logotipos e a palavra Chanel também serviam de estampas para algumas peças. Lembrando que a logotipia, febre entre os anos 1990 e 2000, está cada vez mais dando as caras nos desfiles.

Veja mais fotos da coleção, já publicadas no site oficial da marca

Shorts sob saia aberta na lateral (Foto: Reprodução/Chanel)
Shorts sob saia aberta na lateral (Foto: Reprodução/Chanel)
Foto: Elas no Tapete Vermelho
Utlilitário, duas bolsas no mesmo look (Foto: Reprodução/Chanel)
Utlilitário, duas bolsas no mesmo look (Foto: Reprodução/Chanel)
Foto: Elas no Tapete Vermelho
Alguns sapatos eram de cortiça (Foto: Reprodução/Chanel)
Alguns sapatos eram de cortiça (Foto: Reprodução/Chanel)
Foto: Elas no Tapete Vermelho
Bolsa em formato de concha (Foto: Reprodução/Chanel)
Bolsa em formato de concha (Foto: Reprodução/Chanel)
Foto: Elas no Tapete Vermelho
Elas no Tapete Vermelho

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade