0

A hora e a vez das minipochetes: Sato já aderiu à tendência

6 set 2018
11h28
  • separator
  • comentários

As pochetes vieram para ficar. E realmente ficaram, tanto que as peças, consideradas bregas até algumas temporadas atrás, estão rendendo novas versões. Agora é a vez das minipochetes. Sim as polêmicas bolsas para serem levadas na cintura - ou de um jeito mais moderninho, na transversal do dorso - diminuíram para caber apenas o essencial: cartão, documento e celular, no máximo e olha lá.

Sabrina Sato (Foto: AgNews)
Sabrina Sato (Foto: AgNews)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Passarelas mundo afora e famosas já aderiram às bolsas de cintura em miniatura. Uma delas foi Sabrina Sato, que recentemente pegou o avião com blazer, camisa branca e um cinto com duas minipochetes da Chanel sobre a barriguinha de grávida.Sabrina Sato (Fotos: AgNews)

Passarelas

A grife Givenchy foi uma das internacionais a colocar na passarela e na loja online as bolsinhas de cintura. A Louis Vuitton também tem apresentado bolsas em tamanhos míni, para ser usadas a tiracolo ou como pochete. E, por aqui, a grife Rosa Chá também desfilou com minipochetes.

Desfile Rosa Chá com minipochetes (Fotos: Divulgação/Rosa Chá)
Desfile Rosa Chá com minipochetes (Fotos: Divulgação/Rosa Chá)
Foto: Elas no Tapete Vermelho
Desfile e lookbook da grife Givenchy com suas minipochetes (Fotos: Reprodução/Givenchy)
Desfile e lookbook da grife Givenchy com suas minipochetes (Fotos: Reprodução/Givenchy)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

#ficaadica1: As minipochetes, que se encaixam em correntes e cintos cumprem a função de enfeitar os looks e também são utilitárias, pois podem levar o mínimo necessário, como documento, cartão de crédito e celular.

#ficaadica2: O look de viagem de Sabrina Sato prova a utilidade da minipochete. Sem necessitar de bolsa grande, a apresentadora com certeza carregava lá os documentos necessários para embarcar.

Marina Ruy Barbosa em "Deus Salve o Rei" (Fotos: Cesar Alves/Rafael Campos/Sergio Zalis/TV Globo/Divulgação)
Marina Ruy Barbosa em "Deus Salve o Rei" (Fotos: Cesar Alves/Rafael Campos/Sergio Zalis/TV Globo/Divulgação)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

#ficaadica3: Na verdade, as pochetes minúsculas são usadas há séculos, pois faziam parte dos acessórios utilitários de homens e mulheres, tanto para andar a cavalos quanto para levar objetos pequenos. A personagem Amália, vivida por Marina Ruy Barbosa, em "Deus Salve o Rei", usava a bolsinha de couro com seus trajes "medievais".

#ficaadica4: Quando votaram à moda, a partir de 2014, o tamanho eram maiores. Os modelos mais rechonchudos continuam a existir e ainda fazem parte dos looks de homens e mulheres. mas a onda de miniaturização do acessório veio para ficar e para dar um charme a mais a looks básicos ou não.

#ficaadica5: Os modelos menores são ideais para não criar volumes na região do abdômen, o que pode acontecer com as pochetes tradicionais, onde em geral o usuário costuma colocar muito mais coisas que o necessário.

#ficaadica6: O bacana é que a forma de usar as pochetes são variadas. Na cintura, à tiracolo, na transversal são opções fashion e modernas.

Minibolsa da Louis Vuitton, criada para o outono-inverno 2018 por Nicokas Ghesquiere

Elas no Tapete Vermelho

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade