PUBLICIDADE

Black Power: inspire-se em 6 mulheres pretas e poderosas

19 nov 2021 10h25
ver comentários
Publicidade

Na semana da Consciência Negra, num país em que ainda os negros e pardos sofrem muito preconceito, por conta do racismo estrutural e histórico da sociedade, nada melhor do que buscar referência em mulheres negras e inspiradoras para revermos nossos conceitos. Atrizes, modelos, cantoras e influenciadoras são portadoras de ideias que devem ser cada vez mais disseminadas para combater a irracionalidade que ainda persiste na cabeça de muita gente.

Iza
Iza
Foto: Reprodução/Instagram/@iza / Elas no Tapete Vermelho

Além disso, são exemplos também de estilo e de referência fashion, seja apenas pelo fato de serem negras num país onde isso ainda pode ser considerado "crime", seja pelo fato de algumas também não terem o corpo magro idealizado por muita gente. E, claro, muitas delas também valorizam seus cabelos enrolados, cacheados, crespos, no melhor estilo black power. Separamos looks de Iza, Taís Araújo, Sheron Menezzes, Camilla de Lucas, Rita Carreira e Dani Rudz.

E como diz Iza, na música Dona de Mim: "Já não me importa a sua opinião/ O seu conceito não altera a minha visão/ Foi tanto sim que agora digo não". Sim, o recado está dado. É para se inspirar hoje e sempre.

Taís Araújo

Taís Araújo (Fotos: Reprodução/Instagram/@taisdeverdade)
Taís Araújo (Fotos: Reprodução/Instagram/@taisdeverdade)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Dona de um estilo elegante e próprio, a talentosa atriz manda seus recados contra o  preconceito e o racismo, entre outros assuntos também do universo feminino. No ano passado, publicou um vídeo no Instagram, logo depois do assunto tomar conta das redes por conta da morte do americano negro George Floyd, assassinado por um policial branco. "Se dizer antirracista é muito importante. Mas ser antirracista é verbo, é ação e pra isso é preciso trabalho. Está afim? Leia tudo que já foi dito por nós e bem-vindo." Seus looks variam por vários estilos e muitas vezes vem impregnado de cores fortes.

Iza

Iza (Fotos: Reprodução/Instagram/@iza)
Iza (Fotos: Reprodução/Instagram/@iza)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Por meio de sua música e de sua presença nos programas de TV e nas redes sociais, Iza manda mensagens de empoderamento a todas as mulheres. Suas roupas também transmitem esse poder, sem medo de mostrar sua silhueta, seu corpo e provando que qualquer mulher pode tudo sempre. A dona do hit "Dona de Mim", manda seu recado: "Sempre fiquei quieta, agora vou falar/Se você tem boca, aprende a usar/Sei do meu valor e a cotação é dólar/Porque a vida é louca, mano, a vida é louca".

Camilla de Lucas

Camilla de Lucas (Fotos: Reprodução/Instagram/@camilladelucas)
Camilla de Lucas (Fotos: Reprodução/Instagram/@camilladelucas)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

A ex-BBB e influenciadora Camilla de Lucas, que tem se dado muito bem como apresentadora, como pôde ser visto no "The Masked Singer", e está fazendo sua estreia nas passarelas neste SPFW, teve um papel muito importante no Big Brother Brasil, ao defender o amigo João Luiz de comentários sobre seu cabelo, proferido pelo sertanejo Rodolffo. "A gente tá em 2021, Rodolffo. Você é uma pessoa jovem, você é uma pessoa que tem acesso à internet, você tem acesso ao conhecimento (…). Eu vou deixar uma dica aqui: pesquisem. Porque estamos cansados de toda vez termos que explicar sobre o nosso tom de pele, sobre o nosso cabelo. Eu entendo que você não fez por mal, mas a gente também tá cansado do nosso lado de ter que ouvir que não é sua intenção!", disse a sister ao sertanejo. Livre, leva e solta, Camilla exibe cabelos crespos, lisos, soltos, presos. Ou seja, do jeito que quer e sem precisar dar satisfação para ninguém.

Sheron Menezzes

Sheron Menezzes (Fotos: Reprodução/Intagram/@sheronmenezzes)
Sheron Menezzes (Fotos: Reprodução/Intagram/@sheronmenezzes)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

A atriz Sheron Menezzes adora exibir looks diferentes, alguns sensuais outros comportados, nas redes sociais. Donas de cabelos crespos, exibe os fios em tons mais claros. Já foi vítima de ataques racistas nas redes e respondeu como se deve: "Desprezíveis racistas. Não adianta entrar na minha página e escrever absurdos, xingamentos e agressões, pois vão ter que engolir a mim e a tantas outras pessoas negras em nosso País. Já esperava por isso depois do que fizeram com minhas amigas e colegas, então, quero lhes dizer que saiam da frente com sua inveja, pois estamos passando com o nosso cabelo maravilhoso, com a nossa linda cor, nossa beleza, nossa educação e nossa inteligência.". Só temos que aplaudir.

Dani Rudz

Dani Rudz (Fotos: Reprodução/Instagram/@danirudz)
Dani Rudz (Fotos: Reprodução/Instagram/@danirudz)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

A especialista em mecado plus size, Dani Rudz, além de gorda (e não vai aí nenhum tom pejorativo à palavra), também é negra e já enfrentou vários preconceitos na carreira profissional, mesmo antes de começar atuar no mundo da moda. Dani é biomédica e largou a área depois de perceber que, por ser gorda e negra, sofria discriminação e não recebia o retorno profissional que merecia. Na área fashion, além de assessorar empresas no segmento plus size, também dá recado às mulheres gordas. Segundo ela, a gorda bem resolvida pode tudo. "Navega por todos os estilos. Não tem isso que não pode alcinha, não pode listras, não pode uma roupa mais justa." E vai mais além: "Como mulher, negra e gorda, quero pedir que você acolha, pratique a reciprocidade, a sororidade, o respeito ao próximo de fato. Que a gente possa ter mais amor e um pouco mais do olhar acolhedor".

Rita Carreira

Rita Carreira (Fotos: Reprodução/Instagram/@ritacarreira)
Rita Carreira (Fotos: Reprodução/Instagram/@ritacarreira)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

A modelo e influenciadora digital Rita Carreira é uma das principais porta-vozes no Brasil do movimento chamado Body Positive (Corpo Positivo). Sem medo de expor suas curvas, Rita concretizou sonhos que tinha no começo de sua carreira, como desfilar no SPFW, que aconteceu em 2017 e ser capa da Vogue. Aliás, em recente entrevista à revista, disse: "O amor próprio é uma construção, não é algo que resolve do dia para noite. Estamos em uma constante evolução em relação ao nosso amor-próprio, nossa autoestima e nossa confiança". E acrescentou à revista: "Mostrar que é possível! "[Quero] mostrar que podemos sim ser independentes, que a gente - [mulheres negras principalmente]- podemos ser donas da própria vida, que podemos realizar nossos sonhos", afirmou ela, que está assumindo as rédeas de sua carreira, como sua propria empresária, após anos agenciada pela Ford.

Elas no Tapete Vermelho
Publicidade
Publicidade