PUBLICIDADE

Alta-costura leva diversidade, cavalo e vampiro à passarela

27 jan 2022 10h53
ver comentários
Publicidade

Levar modelos de várias idades e silhuetas até recentemente não se via em desfiles de alta-costura, mas isso também está mudando, como provou a grife Valentino, em seu desfile em Paris. A semana de moda teve também cavalo na passarela, comandado pela princesa de Mônaco, na passarela da Chanel.

Alta-costura Cahnel
Alta-costura Cahnel
Foto: Reprodução/Instagram/@chanel / Elas no Tapete Vermelho

Veja alguns destaques dos desfiles de alta-costura da França, que termina nesta quinta-feira (27), como homenagem aos artesãos e inspiração em vampiros.

Diversidade

Um desfile com corpos diversos foi apresentado pela Maison Valentino, que tem como diretor criativo Pierpaolo Piccioli. O tema da apresentação já diz tudo Anatomy Of Couture ('anatomia da alta-costura'), apresentada na sede da marca, na Place Vendôme, em Paris, mostrando diversos shapes, cores, tecidos e texturas, num casting com diferentes silhuetas e idades. "Esta coleção interroga o corpo, esta coleção desafia o cânone. Fiz depois de uma longa reflexão e para representar uma ideia mais ampla de beleza", escreveu o criador em sua conta no instragram.

Veja o desfile aqui

Cavalo e princesa

A princesa Charlotte Casiraghi, filha do segundo casamento de Caroline de Mônaco, abriu o desfile da Chanel montada num cavalo.A apresentação teve um proposta com decoração construtivista e onírica e referências aos anos 1920, retomando elementos do mundo da equitação e do minigolfe. A aristocrata usou jaqueta sem gola, com mangas 3/4, botões feitos com joias e ombros arredondados, combinando com calça flare. O tweed azul veio enfeitado com lantejoulas e fitas.

Só para lembrar que a própria Chanel usou vários elementos de equitação no começo de sua grife. Charlotte é embaixadora da Chanel e o universo da equitação sempre fez parte de sua vida. A diretora criativa Virgine Viard chamou para criar o cenário o artista Xavier Veilhan e o músico Sébastien Tellier para uma perfomance ao vivo..

Brasileira em destaque

Raynara Negrine para Dior
Raynara Negrine para Dior
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

A brasileira Raynara Negrine foi um dos destaques da Dior em seu desfile alta-costura - Verão 2022, realizado em Paris na última segunda-feira (24). De origem humilde, Raynara superou desafios até brilhar no mercado fashion e consagrar-se nas passarelas mundo afora. Revelada pela JOY Management, mesma agência que catapultou a supermodelo Lais Ribeiro ao estrelato, Raynara ficou entre as finalistas do concurso The Look Of The Year, em 2017. Ela também desfilou para a grife Paco Rabanne, no domingo (23).

Dior

A Dior celebrou celebrou a experiência multifacetada de artesãos e petites mains de todo o mundo, mostrando o trabalho excepcional que vai do bordado à alfaiataria. O delicado trabalho manual veio acompanhon de make com delineador branco na pálpebra inferior. Anote que vai ser tendência.

Vampiro na passarela

Com ombros altos e unhas enormes, finalizando com batom vermelho sangue, a dupla Viktor & Rolf fugiu da normalidade ao apresentar um desfile baseado em em vampiros. As peças deixavam as modelos como que enfiadas na roupa, com apenas a cabeça de fora. "Drácula é um símbolo muito poderoso do medo e da mudança da sociedade. Nos filmes antigos de Hollywood a imagem do terror de uma pessoa é uma porta. Isso nos fez pensar na linha dos ombros que desenvolvemos há quase 30 anos", explicou o estilista Rolf Snoeran à pagina de moda do site "El Pais".

Elas no Tapete Vermelho
Publicidade
Publicidade