1 evento ao vivo

OMS lança plano para acabar com a gordura trans até 2023

Plano pode reduzir 500 mil casos de mortes ligadas à doenças cardiovasculares

15 mai 2018
19h17
atualizado em 16/5/2018 às 12h04
  • separator
  • comentários

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta segunda-feira (14) o plano REPLACE, que visa eliminar o consumo de gordura trans produzidos industrialmente. De acordo com a OMS, o consumo de gordura trans provoca mais de 500 mil mortes por doenças cardiovasculares ao ano. De acordo com a entidade, é possível erradicar o consumo da gordura trans até 2023.

O REPLACE indica 6 métodos que eliminam de forma rápida e eficaz a gordura trans. Esses métodos são:

  • Rever as fontes alimentares de gorduras trans produzidas industrialmente
  • Substituir as gorduras trans por gorduras ou óleos saudáveis
  • Legislar ações reguladoras para que se garanta a eliminação da gordura trans produzida industrialmente
  • Monitorar a gordura trans nos alimentos e as mudanças no seu consumo pela população
  • Criar uma conscientização sobre o impacto negativo na saúde causado pelo consumo da gordura tran
  • Reforçar a regulamentação e as políticas de uso da gordura trans em alimentos industrializados.

A gordura trans é um tipo de gordura vegetal submetida a um tipo de hidrogenação industrial muito utilizado pelos fabricantes com o intuito de fazer com que o alimento tenha um prazo de validade maior que o comum. A OMS pede aos governos que adotem o pacote REPLACE. O diretor-geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus afirma: "A implementação das seis ações estratégicas no pacote ajudará a alcançar a eliminação da gordura trans e representará uma importante vitória na luta global contra as doenças cardiovasculares."

Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade