1 evento ao vivo

Depressão: Cura pode estar em nossas mitocôndrias

Deficiência na célula impossibilita o equilíbrio de processos cerebrais ligados às nossas emoções

9 ago 2018
16h03
  • separator
  • comentários

Cientistas ao redor do mundo buscam incessantemente pela cura e origem da depressão. Uma das teorias mais assertivas até o momento, é de que a doença seja causada por um desequilíbrio em nossos neurotransmissores, reduzindo os níveis de hormônios como a serotonina, que é responsável por nosso bem estar.

Entretanto, segundo pesquisadores do Canadá, uma disfunção em nossas mitocôndrias pode causar a depressão, visto que a célula em questão fornece energia para o funcionamento de outros organismos em nosso corpo.

A mitocôndria, além de fornecer energia para outras células, também exerce um papel importante em nossas funções cerebrais.

Como o estudo foi feito

Através de experimentos com animais, os cientistas concluíram que a depressão reduz a formação de novas células em nosso hipocampo (região cerebral que regula as emoções, o humor e a cognição).

A regulação de todos estes fatores demanda muito de nosso metabolismo, fazendo com que ele gaste energia em excesso. Isto fez os pesquisadores desconfiarem que uma deficiência nas mitocôndrias poderia ser a origem da doença, já que a disfunção ocasionaria em uma falta de equilíbrio emocional.

Para Lisa Kalynchuk, coautora do estudo, os antidepressivos atuais aumentam os níveis de serotonina do organismo imediatamente, e mesmo assim, os efeitos terapêuticos só podem ser sentidos pelos pacientes em semanas. Pensando desta forma, é improvável que a serotonina seja a raiz do problema.

Além disso, os antidepressivos que usamos hoje são os mesmos de 50 anos atrás. Além da demora no alívio dos sintomas, a medicação funciona com apenas metade dos pacientes, trazendo diversos efeitos colaterais.

Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade