0

Bebê é beijado e contrai vírus no olho

Pequeno Noah terá que fazer tratamento para herpes simples até ano que vem; veja como evitar

12 jun 2019
17h25
  • separator
  • comentários

Noah Tindle tinha apenas 4 semanas de vida quando foi a um batizado. Lá, alguns amigos de seus pais o pegaram no colo para conhecer o bebê recém-nascido. Alguns dias depois, seu olho esquerdo ficou cheio de pus. Após idas ao hospital e exames, descobriram que a infecção era do vírus do herpes simples (HSV 1).

Bebê é beijado e contrai vírus no olho
Bebê é beijado e contrai vírus no olho
Foto: Getty Images / Minha Vida

O herpes simples é uma infecção viral comum que se caracteriza pelo surgimento de pequenas bolhas ao redor dos lábios e/ou dos genitais, mas que também podem aparecer em qualquer outra parte do corpo. Este vírus pode ser inofensivo a adultos, mas muito perigoso a bebês com sistema imunológico ainda frágil.

Sua mãe, Ashleigh White, fez um alerta em seu Facebook: "Por favor, nunca, nunca, nunca beijem recém-nascidos". 

Segundo ela, o bebê contraiu o vírus da herpes quando tinha menos de um mês, em setembro de 2018. Quando descobriram que era herpes, os médicos o deram antivirais na veia. Depois, ele foi encaminhado para casa e precisou tomar antivirais em casa durante seis meses. Em março, o vírus voltou e o tratamento teve que ser retomado por mais tempo, e deve durar até o ano que vem.

"Tivemos muita sorte porque iniciamos o tratamento rapidamente e conseguimos evitar que o pior acontecesse", afirma Ashleigh.

Como evitar a contaminação por herpes

O beijo é uma das principais formas de transmissão da herpes simples. Isso porque durante o beijo há troca de saliva e o vírus da herpes pode ser transmitido durante a saliva. É importante ressaltar que o vírus da herpes não precisa estar ativo para que aconteça a transmissão, ou seja, não precisa haver uma ferida visível para que ele contamine uma pessoa.

A infecção por meio de objetos pode existir, mas é menos comum. O tempo entre o contato e os sintomas iniciais (período de incubação) é estimado em duas semanas. Em torno de 90% das pessoas tiveram ou terão contato com o vírus tipo 1 e cerca de 20% com o vírus tipo 2.

Para que este tipo de situação não aconteça, listamos o que você não deve fazer ao visitar um recém-nascido. 

Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade