0

Ana Maria Braga relembra luta contra câncer de pele e faz alerta

"As pessoas não acreditam que câncer de pele mata, mas o assunto é muito sério", conta a apresentadora

6 dez 2018
10h26
  • separator
  • comentários

A apresentadora Ana Maria Braga relembrou no programa Mais Você desta quarta-feira (05/12) a sua luta contra câncer de pele em 1991. Em entrevista com o dermatologista Otávio Macedo, Ana Maria citou algumas práticas ruins que fazia e que podem ter contribuído para o surgimento do problema.

Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo
Foto: Getty Images / Minha Vida

"Tomei muito sol numa época que não tinha protetor solar. A gente passava coisas para ficar com aquele bronze. Misturava tudo que era marrom com urucum. Aquilo fritava. Essa falta de informação me levou a ter câncer de pele. Até hoje tenho problema de pele", conta.

Durante a conversa, a apresentadora declarou que poderia ter enfrentado problemas piores se não tivesse dado a devida atenção para doença. "Eu tive a sorte de não ter uma metástase. As pessoas não acreditam que câncer de pele mata, mas o assunto é muito sério", disse.

Além da batalha enfrentada em 1991, Ana ainda lutou contra o câncer por mais duas vezes: em 2001 descobriu tumor na virilha e no reto. Já em 2015, ela revelou que passou por uma cirurgia de retirada de tumor cancerígeno no pulmão esquerdo.

Ao relembrar toda sua história, ela aproveitou para alertar as pessoas: "Essa minha conscientização começou tão cedo, porque eu tive câncer de pele. E foi sério, porque as pessoas acham que é bobagem."

O que é câncer de pele?

O câncer da pele é o tipo de tumor mais incidente na população - cerca de 25% dos cânceres do corpo humano são de pele. O câncer de pele é definido pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Qualquer célula que compõe a pele pode originar um câncer, logo existem diversos tipos de câncer de pele. O dermatologista está na linha de frente na prevenção, diagnóstico, tratamento e acompanhamento do problema.

Os cânceres de pele podem ser divididos em câncer de pele não melanoma e câncer de pele melanoma. Dentre os cânceres não melanoma, há o carcinoma basocelular (CBC) que é o mais frequente e menos agressivo, e o carcinoma espinocelular ou epidermoide (CEC), mais agressivo e de crescimento mais rápido que o carcinoma basocelular.

Aproximadamente 80% dos cânceres de pele não melanoma são CBC e 20% são CEC. Já o melanoma cutâneo, mais perigoso dos tumores de pele, tem a capacidade invadir qualquer órgão e espalhar pelo corpo. O melanoma cutâneo tem incidência bem inferior aos outros tipos de câncer de pele, mas sua incidência está aumentando no mundo inteiro.

Veja como diagnosticar e tratar o câncer de pele!

Minha Vida

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade