0

Confira tratamentos contra a barriga saliente

  • separator

As clínicas estéticas oferecem diferentes tipos de tratamento sem cortes e cicatrizes para combater a barriga saliente. Apesar das promessas de perda de alguns centímetros, é importante deixar claro que as técnicas não fazem milagres. Ajudam na luta contra as gordurinhas quando aliadas à dieta equilibrada e à prática regular de exercícios físicos. Confira as opções listadas pela gerente da Clínica Dicorp, Maria Helena Lauria, e pela consultora de beleza da Onodera Estética, ambas do Rio de Janeiro:

» Homens investem em tratamentos estéticos para combater a barriguinha


» Siga o Vida e Estilo no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

Ultrassom: Atua na camada de gordura promovendo, por meio de uma agitação celular, o esvaziamento das células de gordura.
Eletroestimulação: Reduz a gordura que fica ao redor do músculo, ao mesmo tempo que o tonifica.
Mesoterapia Consiste na aplicação (com agulha) de uma substância com função redutora diretamente no local da concentração de gordura. Pode causar alguns hematomas e, portanto, a exposição ao sol deve ser evitada.

Plásticas

As cirurgias plásticas têm como meta eliminar as gorduras localizadas. Também buscam posicionar adequadamente a musculatura e retirar o excesso de pele após grandes emagrecimentos. De qualquer forma, uma alimentação equilibrada e atividade física continuam sendo importantes, porque preservam os resultados.

Vale lembrar que qualquer intervenção pede cuidados pós-operatórios, como usar modeladores, lançar mão de sessões de drenagem linfática e ultrassom, e evitar sol, fontes de calor e esforços. O resultado final é atingido após quatro ou seis meses. O cirurgião plástico Maddarena lista as opções:

Abdominoplastia e miniabdominoplastia: Retiram excesso de pele e reposicionam a musculatura abdominal. A abdominoplastia trata sobra de pele abaixo e acima do umbigo. A míni, por sua vez, combate apenas o excesso localizado abaixo dele. Em ambos os casos, os pacientes precisam andar e dormir encurvado por sete a dez dias.

Lipoaspiração: Retira gordura localizada. Para o procedimento ser seguro, elimina entre 5% a 7% do peso da pessoa transformado em litros. Por exemplo, alguém com 70 kg pode se ver livre de 3,5 a 4,9 litros de gordura. "Caso seja indicado fazer em duas ou mais etapas, o intervalo mínimo recomendado é de um a dois meses, dependendo das condições clínicas do paciente."

Lipoabdominoplastia: Combina as técnicas anteriores.

Veja também:

Tender recheado de Natal
Fonte: Especial para Terra
publicidade