3 eventos ao vivo

Produtos vegetarianos: França proíbe o uso de termos de origem animal

Como chamar a carne vegetariana? A França estabeleceu uma medida de proibição do uso de termos animais para produtos vegetarianos. Saiba mais sobre o assunto!

11 mai 2018
13h34
atualizado em 14/5/2018 às 10h49
  • separator
  • comentários

A nomenclatura de produtos vegetarianos sempre foi uma discussão entre os adeptos desse estilo de vida. Termos como carne, linguiça, queijo e leite são amplamente utilizados para designar produtos vegetais. Essa termologia serve para criar uma familiaridade com os alimentos vegetarianos, apesar de não definirem exatamente o que são. Por exemplo: o queijo vegetal de castanhas não é exatamente um queijo e, sim, um creme feito à base de castanhas. Mas, então, como nomear esses ingredientes? Recentemente, a França proibiu o uso de termos de origem animal para produtos vegetarianos. Saiba mais sobre essa medida e como ela pode influenciar o resto do mundo.

Produtos vegetarianos: hambúrguer de soja
Produtos vegetarianos: hambúrguer de soja
Foto: Shutterstock / TudoGostoso

França proíbe o uso de termos animais para produtos vegetarianos

Aprovada em abril de 2018, a medida aplicada na França proíbe o uso de termos de origem animal para designar produtos vegetais. Sugerida pelo deputado Jean Baptiste Moreau, da bancada ruralista francesa, a proposta defende que os termos induzem o consumidor ao erro, sendo uma propaganda enganosa. Essa medida foi inspirada na decisão feita em 2017 pela Justiça Europeia de que derivados do leite (manteiga, queijo e o próprio leite) só podem se referir aos produtos de origem animal. Caso as empresas não respeitem essa lei, as multas podem alcançar até 300 mil euros.

Produtos vegetarianos: linguiça vegetariana
Produtos vegetarianos: linguiça vegetariana
Foto: Shutterstock / TudoGostoso

A proposta levantou muitos debates dentro e fora da comunidade vegetariana. Alguns defendem que a medida irá ajudar a criar um vocabulário próprio para os produtos, sem levar o consumidor ao erro e fortalecendo ainda mais a indústria. Outros viram as ações do deputado francês ruralista como uma forma de enfraquecer a venda de produtos vegetarianos, cada vez maior no país. O emprego de nomes de origem animal ajuda a criar a sensação de familiaridade e ampliar a filosofia de vida vegetariana. Ao mesmo tempo, a termologia não designa exatamente o que é e pode confundir muitos consumidores. E você? O que acha dessa proposta? Será que essa tendência chegará ao Brasil?

Produtos vegetarianos: queijo de tofu
Produtos vegetarianos: queijo de tofu
Foto: Shutterstock / TudoGostoso
TudoGostoso

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade