PUBLICIDADE

Escondidinho de carne seca e purê de aipim para dois

Escondidinho de carne seca com purê de aipim

28 set 2021 16h05
| atualizado em 1/10/2021 às 11h21
ver comentários
Publicidade

A receita a seguir é para um escondidinho de carne seca e purê aipim pequeno. O escondidinho é um prato tradicional do Nordeste, no qual a carne seca refogada é coberta, escondida, por um purê na hora de servir. Na sua versão mais comum utiliza-se o purê de aipim (mandioca). Mas, como é um prato bastante conhecido, o escondidinho de carne seca e purê de aipim naturalmente ganhou novas versões.

Escondidinho de carne seca e aipim
Escondidinho de carne seca e aipim
Foto: Marcia Zoladz / Cozinha da Marcia

O escondidinho "de festa", por exemplo, é uma outra variação entre muitas. Nessa versão uma camada de camarões é coberta por um purê. O qual pode ser tanto de aipim (mandioca) quanto de batata, ou ainda de abóbora. Outra variação é o escondidinho de carne moída coberta com purê de batatas. E pode-se também servir o escondidinho como na foto. Ele foi dividido em duas porções individuais, e ainda fiz pequenas mudanças na receita.

Receita

Porções: 2 porções

Tempo de preparo: 40 minutos

Ingredientes:

  • 400g de carne seca
  • 1 cebola
  • 1 alho
  • 2 tomates pequenos e muito, muito maduros (opcional)
  • 1 colher de chá de sal (se for necessário)
  • 3 ou 4 gotas de molho de pimenta malagueta
  • 1 colher de sopa de coentro picado
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva ou de manteiga
  • 400g de aipim (mandioca) descascado e cozido
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal
  • 1 xícara de leite
  • 2 colheres de sopa de pão ralado
  • 1 raladinha da casca de limão

Instruções:

  • Duas observações - a receita original  do escondidinho é uma receita do sertão nordestino e não usa salsa e cebolinha, e nem tomate.  Para quem não gosta de coentro substitua-o  por salsa e  cebolinha picadas. O escondidnho é um prato que  vai ao forno antes de servir.
  • Na véspera coloque a carne seca de molho em uma tigela. Pode cobrir com bastante água.  Troque a água diversas vezes para  hidratá-la bem e retirar o sal. Eu utilizei um pedaço de carne seca do dianteiro do boi. Eu a escolhi porque na hora que fui comprar era a que tinha menor quantidade de gordura.
  • No dia seguinte, cozinha a carne seca na panela  de pressão apenas coberta com água por aproximadamente vinte minutos. O tempo de cozimento vai variar de acordo com a espessura do pedaço e da parte do boi. Se a carne ainda estiver dura quando abrir a panela, feche-a novamente e cozinhe por mais dez minutos na pressão.
  • Cozinhe os pedaços de aipim (mandioca) descascados em bastante água até ficarem bem macios. Escorra.
  • Derreta a manteiga ou aqueça o azeite em uma panela. Acrescente a cebola cortada bem , o alho espremido, e os tomates picados (opcional). Misture a carne seca já cozida e macia. Tempere com algumas gotas de molho  de pimenta, salsa e cebolinha ou o coentro picado. Acrescente meia xícara de água e cozinhe por aproximadamente mais vinte minutos. Acrescente mais água à medida que o molho começar a secar. Prove e acerte o sal se for necessário.
  • Enquanto a carne cozinha prepare um purê com o aipim (mandioca) cozido. Aqueça os pedaços de aipim (mandioca) com meia xícara de leite e a manteiga. Quando estiver quente amasse com um espremedor de batatas ou bata com um mixer de mão.  Acrescente o resto do leite aos poucos. Cuidado para o purê não ficar muito mole. O ponto correto é mais encorpado para não se misturar com a carne seca.
  • Na hora de servir unte dois refratários para suflê com 12 centímetros de diâmetro. Encha o refratário até metade da altura com a carne seca refogada e um pouco do molho onde cozinhou. Cubra com o purê de aipim (mandioca) e polvilhe com o pão ralado. Dê uma raladinha na casca de um limão sobre o pão ralado - apenas uma vez é o bastante.
  • Aqueça no banho-maria até estar bem quente. Aqui em casa demorou vinte minutos. Como podem ver na foto deixei o forno alto para o molho da carne seca ficar borbulhando.
  •  

Notas

O aipim - que no sul é chamado de mandioca - pode ser cozido na véspera e até com muita antecedência. Uma vez cozido pode ser congelado por bastante tempo. O melhor lugar para se comprar aipim/mandioca ainda é em uma feira-livre onde as raízes são vendidas já descascadas em um saquinho com água para não escurecerem.

Cozinha da Marcia
Publicidade
Publicidade