PUBLICIDADE

Dicas valiosas para evitar a ressaca

1 jan 2022 12h00
| atualizado às 18h00
ver comentários
Publicidade
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock
Foto: Guia da Cozinha

O exagero no consumo de bebida alcoólica, nas comemorações de final de ano, é comum e visível nas ressacas e disfunções alimentares. Com o intuito de te ajudar a fugir do mal-estar com alimentação e bebidas adequadas, a Dra. Paula Pires, endocrinologista pela USP, detalha algumas dicas valiosas para evitar a ressaca e começar o ano bem.

Segundo a médica, a ressaca acontece porque: "para absorver e metabolizar grande quantidade de bebida alcoólica, o organismo tem de se desdobrar e acaba sobrecarregando outros órgãos no processo. O fígado sofre mais por produzir as enzimas que ajudam na absorção do álcool. Além disso, demora a entender que deve parar de trabalhar. Assim, quando o álcool já se foi, a concentração dessas enzimas, que são muito tóxicas, ainda é alta, o que gera um desequilíbrio. O sistema nervoso, que se adequou a esse ritmo errado do corpo, acompanha a crise de abstinência. O resultado geral é dor de cabeça, desidratação, enjoo, diarreia e extremo cansaço", finaliza Pires.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a dose padrão para consumo de bebida alcoólica é de aproximadamente 10 a 12 g de álcool puro, o equivalente a uma lata de cerveja ou chope (330 ml), uma taça de vinho (100 ml) ou uma dose de destilado (30 ml). "Bebidas como uísque, vinho tinto, tequila e conhaque causam ressacas piores do que o vinho branco, cerveja ou bebidas claras, como vodca ou gim. Porém, não significa que cerveja ou vodca não provoquem ressaca", alerta.

Confira 6 dicas valiosas para evitar a ressaca

Dicas valiosas para evitar a ressaca
Dicas valiosas para evitar a ressaca
Foto: Guia da Cozinha

Foto: Shutterstock

Bebidas

Pensando nas bebidas alcóolicas em si, a médica aponta que você nunca deve beber com estômago vazio, pois o álcool cai na corrente sanguínea em 30 min. Além disso, devemos beber devagar e sempre depois de ingerir alimentos com proteínas e carboidratos. Uma alternativa é beliscar durante a festa enquanto bebe, pois ajuda a retardar a absorção. A médica aponta também que, toda vez que você urinar, deve-se beber água, suco, isotônico ou refrigerantes (com açúcar, último caso). Finalmente, deve-se beber muitos líquidos ao acordar e, se não tomar café sempre, evite-o, pois é diurético.

Alimentos

Além disso, a Dra. Paula Pires revela a importância dos alimentos como dica valiosa para evitar a ressaca. Segundo a médica, devemos comer carboidratos (frutas, cereais, grãos e massas com dê preferência aos integrais) e tomar um café da manhã reforçado (frutas, leite, cereais integrais, iogurte, queijo ou ovo).

A Dra. Paula Pires adverte que não devemos pular refeições ou ficar horas sem comer. Ela também aconselha que, antes de sair de casa, devemos fazer uma boa e saudável refeição para não chegar com muita fome. Finalmente, para ter energia, ela aconselha uma comida leve: salada, proteína, leguminosa e carboidrato (batata doce ou inglesa, macarrão, mandioca e arroz) para aguentar a festa toda!

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock
Foto: Guia da Cozinha

Antes da festa

Ela aconselha hidratar-se com antecedência e dar preferência a água e sucos naturais, de 2 a 3 litros/dia. A médica também avisa que pode ser importante evitar frituras e alimentos ricos em gorduras e preferir carnes magras. Finalmente, ela ressalta os benefícios da prática de atividade física, principalmente aeróbica, para aumentar a resistência física.

Durante as festas

Pires aponta que a hidratação ainda é importante e devemos nos hidratar a todo momento! Já o

consumo de álcool deve ser moderado e nunca em jejum; devemos consumir alimentos leves. Ela também aponta o perigo das frituras. Além de alto teor de gordura, dão sensação de estômago pesado e moleza.

Após as festas

Sobre o momento pós-comemorações, a Dra. avisa que, obviamente, a ressaca virá para quem exagerou na dose, então ela aconselha o repouso. A médica também ressalta, novamente, a importância da hidratação: é importante ingerir água e suco durante todo o dia! E para quem não sabe o que comer quando está de ressaca, a Dra. Paula Pires recomenda alimentos leves, como frutas e verduras, e optar por sopas e caldos, evitando alimentos gordurosos.

Já estou de ressaca. E agora?

A Dra Paula Pires revela que não existe nenhum remédio mágico para curar a ressaca. Nem os clássicos banhos frios, café, chás, produtos com cheiro forte ou qualquer outra medicação caseira. Segundo a médica: "o essencial é hidratação, carboidratos e bastante repouso". Ela também aponta que: "sucos, água-de-coco e isotônicos (sem álcool) repõem água, sais minerais e vitaminas perdidos. O refrigerante não hidrata, mas ajuda contra a queda da glicose."

COLABORAÇÃO:

Dra. Paula Pires, endocrinologista pela USP
Guia da Cozinha
Publicidade
Publicidade