0

Utensílios essenciais que te ajudam na cozinha

6 out 2020
17h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Guia da Cozinha - Utensílios essenciais que te ajudam na cozinha
Guia da Cozinha - Utensílios essenciais que te ajudam na cozinha
Foto: Guia da Cozinha

Conheça alguns utensílios essenciais e apetrechos culinários que facilitam e complementam preparos na cozinha

Se você cozinha há muito tempo (ou se você está começando agora sem muitos respaldos), já se deparou com o fenômeno de "cozinhar com nada". Mais precisamente, são circunstâncias em que faltam ingredientes e/ou utensílios essenciais que dão um suporte impressionante em vários momentos na alquimia gastronômica.

Será que você já tem utensílios essenciais na sua cozinha? Claro que isso depende do que você mais gosta de preparar para comer. Mas, certamente, pelo menos um dos utensílios mencionados abaixo terá alguma serventia e será facilitador. Conforme adquirimos conhecimentos sobre vários desses utensílios e nos propomos a cozinhar com eles, depois disso, é difícil viver sem!

Ainda que leve tempo para conseguir um ou outro utensílio, é uma conquista compensadora. Você ganha mais proximidade e intimidade com a cozinha, entende melhor sobre técnicas, passa a errar menos, cria maior confiança e tranquilidade! Afinal, alguns utensílios, além de práticos, contribuem para aumentar a durabilidade e vida útil de panelas, tigelas, bancada etc. Por isso, considere investimento!

Dicas e utensílios essenciais que são fieis escudeiros na cozinha

Colher

Seja de silicone, "de pau" ou o famoso "pão duro", ter uma colher de qualidade e que não derreta e nem se desfaça com facilidade é extremamente útil! Idealmente, é interessante ter uma colher dessas para os preparos salgados e outra apenas para preparos doces, para que os sabores não interfiram em ambos tipos de preparações (imagina um bolo de chocolate com gosto de alho, que horror?!).

A primeira vantagem de ter uma colher assim, é que você não precisa se preocupar em estragar suas panelas e frigideiras. Só aí já tem aprovação, né? Colheres como essas são tão boas e tão importantes que é possível trazer mais motivos: elas não derretem facilmente e são ótimas em preparos que exigem vigilância e movimentos com a colher (como é o caso no preparo do risoto, por exemplo), se for aquela de silicone que é uniforme dos dois lados, é incrível para capturar todos os resíduos de massas, cremes e outros alimentos que ficam nas laterais de tigelas e panelas, isso evita o desperdício! Sem contar que é muito mais agradável usar colheres como essas mencionadas, sucesso na certa! Evite colheres plásticas, pois elas transferem o sabor do material para a comida…

Batedor

Pode ser que você o conheça com o nome de "fuê", "fouet", "negócio com hastes de aço inox (ou de silicone)", "geringonça"… Fato é que o batedor manual funciona muito bem para homogeneizar massas leves, molhos, cremes e, principalmente, para não errar o ponto de claras em neve em poucas quantidades! Ele é fundamental para massas de bolo que precisam incorporar ar, pois quando mais bater (antes de acrescentar fermento), mais bolhas de ar são incorporadas e mais macio e aerado ficará o seu bolo.

Existe batedores como esse da foto, que são de aço inox e existe os que são de silicone. Alguns maiores, outros menores. Tem ainda os que têm hastes mais firmes, outras mais maleáveis, mais espessas, mais finas, mais compridas e compactas, ou mais largas e espaçadas… Cada batedor tem um uso mais adequado, mas todos são válidos, basta descobrir qual ou quais tipos você vai usar mais! Cuide bem do seu batedor, não use em preparos que exijam muito mais rigidez do que talvez seu batedor aguente, pois quando as hastes começam a se separar demais, está na hora de aposentar esse e comprar outro.

Faca

Super requisitada e indispensável. Se você não tem uma boa faca, o ideal é investir em pelo menos uma. Se você já tem uma faca ótima e fica cortando coisas com faquinha de serra e dentro de um prato fundo, pare agora mesmo! Os utensílios existem por algum motivo e, muitas vezes, nossa falta de conhecimento ou teimosia nos leva a acreditar que são dispensáveis e/ou inúteis, quando, na verdade, podem ser portas abertas para novas técnicas, construção de texturas, facilidades, sabores, mais conhecimento e autonomia nos preparos!

Qualquer faca cumpre bem a função de todas as facas que é, antes de tudo, cortar. Mas uma boa faca de verdade é mais do que cortar. Uma boa faca significa liberdade! Ela te permite fazer cortes com muito mais agilidade e precisão, permite criar espessuras diferentes, compor o prato com mais de um tipo de textura em um mesmo ingrediente, apenas usando uma boa faca de várias formas.

Em resumo, as facas essenciais são: facas com serras grandes, que são ótimas para cortar pães e bolos de camadas. Enquanto facas com serras bem pequenas e justas são as famosas "facas de cortar tomate" (muda vidas, é uma promessa!). A faca chef é fundamental para praticamente todo o resto. Mas, claro, há muito mais tipos de faca, como por exemplo a de desossa, a de tornear ou a de abrir ostras, mas esse é um nível mais avançado da coisa toda.

Tendo que escolher apenas um tipo de faca boa, opte pela chef, sempre bem afiada. Se você pode ter o privilégio de ter mais de uma faca boa, para diferentes usos, então tenha! Porque o universo das facas pode ser infinito e encantador se você se propuser o aprendizado, que é bonito, é bem bonito…

Tábua

Eu não sei vocês, mas eu acho a tábua de vidro uma invenção nada prática. Ok, tem pontos na estética e higienização, mas quem aguenta aquele barulho da faca no vidro? Sem contar que escorrega todo e qualquer alimento que pousar em cima dela. Pensando na praticidade, funcionalidade e mais destreza na hora de higienizar, prefira tábuas com materiais plásticos ou de polipropileno. Essas sim, criam aderência em sua área de trabalho e também para receber os alimentos. Tábuas como essas, quando começam a ficar sujas ou manchadas, você pode higienizar deixando imersas por 2 horas, em um balde ou tanque tampado, com água e água sanitária. Esfregue depois disso para remover alguns resíduos resistentes e também para tirar o excesso de água sanitária. Se o assunto é estética, você pode usar tábuas de madeira ou de bambu. Qual é a tábua que você tem na sua casa hoje?

Peneira

Ah, as peneiras… Provavelmente não sou só eu a ter um amor e respeito incondicional por esse utensílio. Pouca gente sabe, mas a melhor forma de obter um purê bem lisinho e macio, preservando as propriedades dos alimentos é usando uma peneira (ou tamis, que é uma peneira granulométrica bem maior e com mais estabilidade para essa função). Além de garantir um purê perfeito, as peneiras nos salvam quando algum creme ou molho empelota. É com a peneira que tomamos chás caseiros sem preocupação, pois a convocamos para remover os ingredientes usados para a infusão. Isso tudo sem contar quando ela, somada à algum voal ou paninho fino, é capaz de nos fornecer uma manteiga clarificada ou noisette impecável e caldos sem resíduos.

É interessante ter peneira de mais de um tamanho de malha e mais de um diâmetro, isso evita alguns desastres na cozinha. O material pode variar, sendo de aço inox ou plástico. Se você tem um chinois em casa (uma peneira cônica com uma malha extremamente fina, semelhante a um chapéu chinês), saiba que você tem um diamante precioso esperando para ser usado!

Escova higienizadora

Quando falamos de utensílios de cozinha, não são só os que aparecem durante o preparo da comida. Não podemos esquecer do pré-preparo. Escovinhas como essa da foto servem para higienizar bem os alimentos antes de usar, sempre em água corrente e sem sabão! Não queremos comer condimentos com a casca cheia de agrotóxico e nem com possíveis vírus, bactérias etc. Em contrapartida, não queremos que se contamine com detergente (que é péssimo se ingerido), por isso lava-se apenas com água corrente.

Essa escovinha ajuda a limpar as partes que não alcançamos com as mãos, como em fissuras nos alimentos. Caso queira fazer uma higienização power, depois de limpar com a escovinha, deixe os alimentos de molho em água filtrada com um pouco de vinagre por alguns minutos. Vale lembrar que essa escovinha deve ser usada exclusivamente na cozinha e que ela deve ser higienizada também depois de um tempo, ficando de molho em água com água sanitária. Depois disso, estará pronta pra ser usada de novo!

Tesoura

É sempre bom ter uma tesoura por perto, você nunca sabe quando vai precisar dela. Excelente para otimizar processos e abrir embalagens com facilidade. Se afiada e bem higienizada, você pode até usá-la para cortar cebolinha e outras ervas aromáticas.

Espátula de nylon

Já aconteceu de eu cozinhar em lugares que não tinham uma espátula dessa e eu senti muita falta dela em vários momentos. Não precisa ser de nylon, pode ser de aço inox, plástico, silicone, desde que cumpra bem sua função. Ela é excelente para levantar alimentos mais delicados em panelas e frigideiras (ex: panquecas e lanches). Ajuda muito a pressionar algum alimento que você queira caramelizar mais ou tornar mais compacto (ex: carnes, hambúrgueres, legumes…). Ter uma maior e uma menor é o ideal para vários preparos, mas só o fato de ter alguma é melhor que nenhuma, você vai perceber se comprar uma espátula, mas, se você já tem, experimente não usá-la quando estiver precisando, a missão será bem mais complicada e trabalhosa.

Ralador

Apesar de já existir processador de alimentos com lâminas para ralar, nada é como um ralador. Ele respeita muito mais a estrutura do alimento, com ele, é mais fácil controlar o movimento necessário para ralar o condimento com precisão e ele está sempre mais fácil de acessar.

O ralador da foto é um dos mais práticos e preferidos na minha casa, conhecido como "ralador fino", "handi-zest", "microplane". Esse ralador fino é maravilhoso. Pratos finalizados com ingredientes que passaram pelo microplane ficam, simplesmente, com um aspecto divino e elegante. Alimentos ralados no handi-zest, trazem mais sutileza em aroma e sabor, uma assinatura de "toque final". Usar ele pra ralar noz-moscada é um verdadeiro paraíso. Combinação perfeita é um pedaço de queijo parmesão fresco e o ralador fino na mesa, para adicionar aos poucos e fazer uma manta bem delicada de queijo sobre o macarrão. Sendo um ralador fino, ou não, tenha um ralador na sua cozinha.

Sonda

A sonda é uma evolução do que chamamos de "espetar com um garfo ou com um palito de dente". Usada para "sondar", para verificar o ponto de cozimento de legumes e também de cocção de um bolo. Uma sonda como a da foto você não compra em lugar nenhum. Em casa mesmo, pegue uma rolha e um pedaço de arame, perfure a rolha com o arame até ficar bem firme e pronto, você tem um utensílio super prático e útil com apenas dois materiais fáceis de encontrar. O comprimento do arame que eu usei pra fazer esse utensílio mágico, foi de 20cm. Com a sonda, você evita acidentes como queimar a mão na lateral ou porta do forno.

Pinça

Mais um utensílio essencial é a pinça, que pode ser de aço inox ou de silicone. É super útil para não "destruir" alimentos depois de tanto trabalho de cocção e também é auxílio para tirar coisas da assadeira ou da frigideira sem se queimar. Um "salva vidas" para resgatar coisas indesejadas que caem dentro da panela e afins. Você, certamente, vai encontrar mais funções, porque a pinça é maravilhosa!

Balança

"Olá, eu sou a querida balança". Sim, bastante querida! Muitas vezes o "bolo dá errado" ou o "pão não fica com a textura correta", porque, principalmente, para panificação e confeitaria, uma balança (ou medidores) é fundamental para que a receita saia como o esperado. Isso se deve ao fato de que essas duas áreas da gastronomia não são "zoiômetro", são química, física e gastronomia, assim tudo junto. Então cada grama na receita tem sua função e precisa ser respeitada à risca.

Existem várias tipos de balança, mas não precisamos de alguma glamourosa, ainda mais para começar. Essa da foto (é uma balança digital de botões e funciona com pilhas - demora muito pra precisar trocar as pilhas) custou R$25 e é possível encontrá-la em qualquer loja de utilidades domésticas. Chega de sofrer medindo as coisas em xícaras e usando uma xícara de tamanho diferente toda vez, até porque, a medida de xícara é universal e não pode ser medida em qualquer xícara que você encontra na sua casa (por isso o medidor ou a balança). Dê uma chance para nossa amiga balança, você não vai se arrepender!

Espátula raspadora

Quem faz pães, certamente já está familiarizado com esse utensílio. Mas não é somente para cortar massas de pães e raspar lateral de tigelas que ele serve. Ele é útil para todas as pessoas que cozinham! Você pode usar a espátula raspadora para capturar alimentos cortados na tábua, isso facilita muito o translado desses alimentos para dentro da panela ou frigideira. Você encontra espátulas raspadoras em muitos formatos e materiais plásticos diferentes, alguns até mais translúcidos. Fato é que essa da foto me custou R$2 (isso, dois reais) e tem sido meu xodó desde então.

Termômetro culinário

Último da lista de hoje e não menos importante: termômetro! Existem alguns tipos de termômetros culinário: a laser (mede de -50º até 380ºC), digital (esse da foto, que mede de -50º a 300ºC) e tem alguns outros modelos, tem até os que já vem em colheres de silicone.

O termômetro culinário pode ser usado para temperar chocolate, para saber a temperatura certa em óleos para fritura, para inspecionar temperatura de fornos a lenha (ideal o a laser) que varia de acordo com o que for assar (exemplo: pizzas com aspecto napolitano devem ser assadas entre 350ºC e 380ºC) e também para descobrir o ponto da carne (ideal esse da foto, pois é necessário perfurar até o centro da carne).

Achou este texto útil? Qual ou quais utensílios você ainda não conhecia e achou muito interessante? Você se convenceu a ampliar sua relação na cozinha e investir em algum? Esperamos que sim!

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Guia da Cozinha
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade