0

Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná

18 set 2020
17h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Foto: Guia da Cozinha

Conheça um pouco sobre o ano novo judaico e celebre junto com receitas tradicionais do Rosh Hashaná

Rosh Hashaná (ano novo judaico) de 2020, será a partir do início da noite desta sexta-feira, 18 de setembro, até o começo da noite de domingo, 20 de setembro, sendo no Tishrei (nome dado ao primeiro mês judaico). Essa data é determinada pelas fases da Lua e festejada durante dois dias com uma farta refeição, onde é servido tradicionalmente: peixes, carnes ensopadas, doces de frutas e mel - sendo um ingrediente importante, não podendo faltar.

Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Foto: Guia da Cozinha

Você conhece a história de Rosh Hashaná? Seria o aniversário do universo, o dia em que D'us (Deus), criou Adão e Eva, e é celebrado como o mais importante do ano judaico, seguindo os princípios do judaísmo, louvam a Deus como Rei da Criação e do mundo e é neste dia que Ele julgará a conduta dos seus fiéis. Suas observâncias incluem o acendimento de velas à noite, refeições festivas com doces durante a noite e o dia, serviços de prece que incluem o toque do shofar (instrumento de sopro feito com chifre de carneiro), nas duas manhãs, e não fazer trabalho criativo.

Após este ritual, serve-se o Challah, pão em formato circular, representando algo cíclico, sem fim, com patês. O peixe é um dos poucos animais representados à mesa, porque ele só nada para frente - como os judeus esperam que seja seu novo ano. O costume pede, ainda, para que se reserve a cabeça do peixe utilizado para preparar Gefilte Fish (o bolinho tradicional), para a pessoa mais idosa da mesa, que antes de comê-la diz: "Que seja 'Seu' desejo nos colocar sempre junto à cabeça e não junto à cauda."

Outro prato clássico é o delicioso guisado doce de cenouras passadas no mel, assim como comer maçã com mel, comer tâmaras, além da romã, que simboliza os méritos e as virtudes que devem ser multiplicadas. O gergelim, o anis, o arroz e as sementes de papoula que evocam a abundância. Na tradição judaica cada alimento é simbólico, serve para expressar desejos e esperanças de forma concreta e tem uma reza própria para cada degustação. Só depois deles é servido o jantar, com pratos típicos adocicados.

Selecionamos deliciosas receitas típicas da cozinha judaica, seguindo a tradição celebrada nos dias do Rosh Hashaná para você conhecer!

Challah agula

Challah agula é um pão tradicional do Rosh Hashaná (ano novo judaico) que vem em forma de circunferência, parece uma coroa, para simbolizar algo que não tem início e nem fim. Ela pode ser feita de várias maneiras diferentes, veja abaixo três jeitos de modelar essa massa:

Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Foto: Guia da Cozinha

Ingredientes

  • 4 copos de água morna
  • 5 sachês de fermento seco
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 2kg de farinha de trigo
  • 2 copos de açúcar
  • 1 colher de sopa de sal
  • 3 ovos grandes 
  • 1 ½ de óleo
  • 250g de passas ou gotas de chocolate
  • 1 ovo para pincelar
  • Gergelim

Ritual cerimonioso para Challah agula

As três Mitsvot (mandamentos de D'us ao povo judeu na Torá) especiais para a mulher judia:

  • Acender velas de Shabat
  • Fazer o Mikveh (mulher casada)
  • Fazer a separação da massa da Challah e a benção sobre ela

Modo de preparo

Peneire a farinha, misture os demais ingredientes com a farinha em uma bacia. Manipule a massa até incorporar tudo. Deixe descansar por uma hora e meia. Separe um pedaço da massa que não pode comer, pois é sagrado. Enrola em um papel alumínio esse pedaço e queima ele em cima da boca do fogão ou dentro do forno.

Para a Challah Agula, corta em seis pedaços iguais. Faz rolinhos com esses pedaços. Unte as mãos e a bancada para não grudar a massa. Não precisa fazer rolinhos perfeitos. Pegue três rolinhos na vertical e modele em cima desses rolinhos, com os outros três rolinhos, como se fosse um xadrez, intercalando os rolinhos (em cima, no meio embaixo e em cima de novo e depois embaixo, no meio em cima e embaixo de novo). Com as pontas de cada rolinho, faça tranças. Depois disso, junte os quatro pontos de trança de massa e aperta bem para não soltarem. Vire essa massa para o lado de cima ficar embaixo e o lado que estava em contato com a bancada se tornar o lado que será visível dentro do forno. Pegue uma forma untada com óleo, coloque a massa e deixe descansar por 20 ou 30 minutos. Depois basta pincelar a superfície com gema e colocar toppings de sua escolha. Pode polvilhar com açúcar e canela, gergelim etc. Depois põe no forno pré aquecido e assa até dourar. 

Você pode trançar a massa de outro jeito, fazendo uma trança com quatro rolinhos (que representa quatro matriarcas). Na hora de assar, coloca uma vasilha circular, que possa ir ao forno, no centro da assadeira e coloca a massa em volta, contornando a vasilha. Assim a massa cresce e assa no forno, mantendo um espaço livre no centro para adicional mel depois. Pincela com gema, salpica com gergelim e põe pra assar. 

Um terceiro jeito de enrolar, é abrindo um retângulo com a massa, coloca maçã picada com canela, tâmaras e fecha essa massa em forma de rolinho. Enrola em um formato caracol, o lado mais espesso da massa fica no centro (é por onde começa a enrolar o caracol de massa) e parte mais fina fica pro final. Unta a forma com óleo, pincela a massa com gema, pode polvilhar amêndoas em lascas por cima e põe para assar.

Gefilte Fish

Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Guia da Cozinha - Feliz ano novo! Receitas clássicas do Rosh Hashaná
Foto: Guia da Cozinha

Ingredientes

Para os bolinhos:

  • 4 kg de carpa ou tainha
  • 3 cebolas
  • 4 ovos
  • 3 colheres (sopa) de farinha de matzá
  • ½ xícara (chá) de água ou o suficiente para dar a liga na massa
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Para o caldo:

  • 4 cebolas picadas
  • 2 cenouras picadas
  • 2 talos de salsão picados
  • 2 cebolas inteiras
  • sal, pimenta e açúcar a gosto

Modo de preparo

Como preparar os bolinhos:

Com uma faca, retire as espinhas, as cabeças e as caudas dos peixes. Reserve as espinhas e as cabeças para o preparo do caldo. Corte a carne dos peixes em pedaços médios. 

No processador de alimentos, coloque um pouco da carne dos peixes e triture. Repita a operação até triturar todo o peixe restante. 

Descasque as cebolas e rale cada uma delas na parte fina do ralador. Reserve. 

Numa tigela grande, junte o peixe triturado com as cebolas raladas, a farinha de matzá, os ovos, o sal e a pimenta-do-reino. Misture bem com as mãos. 

Acrescente água, aos poucos, para dar liga à mistura. A massa não poderá ficar muito mole, pois serão feitas bolinhas com ela. 

Molhe as mãos com água. Com a ajuda de uma colher (sopa), retire cerca de 2 colheres (sopa) da massa e faça um bolinho de formato ovalado, usando as mãos. A cada três bolinhos feitos, molhe as mãos novamente para evitar que a massa grude. Faça bolinhos com toda a massa. 

Numa panela grande, coloque o caldo de peixe (veja receita abaixo) e leve ao fogo baixo para ferver. Quando o caldo levantar fervura, acrescente os bolinhos e deixe cozinhar por cerca de 1 hora, sempre em fogo baixo. 

Com uma escumadeira, retire cuidadosamente os bolinhos do caldo. Sirva quente ou frio.

Como preparar o caldo:

Numa panela grande, coloque a cebola, a cenoura e o salsão. Leve ao fogo médio para refogar por 5 minutos, mexendo sempre. Junte as espinhas e cabeças de peixe, misture e deixe cozinhar por mais 10 minutos. 

Adicione 3 litros de água à mistura e deixe cozinhar em fogo baixo, com a panela tampada, por 45 minutos. Depois de cozido, tempere com sal e pimenta e desligue o fogo. 

Passe o caldo por uma peneira bem fina e reserve. Jogue fora os legumes e as espinhas de peixe. 

Transfira o caldo para uma panela grande.

Katayef, atayef ou qatayef

Ingredientes

Para a massa:

  • 1 ovo
  • 2 colheres de (chá) de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (chá) de óleo
  • 1 copo de água morna
  • 1 copo e meio de farinha

Para o recheio:

  • 150 g de nozes
  • 1 colher de (chá) de canela
  • 1 colher de (chá) de glaçucar
  • 1/2 colher (chá) de água de rosas

Para a calda:

  • 1/2 xícara de água
  • 1 xícara de açúcar

Modo de preparo

Levar os ingredientes, exceto a farinha de trigo, no liquidificador e bater até ficar homogêneo e ir acrescentando a farinha com o liquidificador ainda ligado, em colheradas. Após esse procedimento, deixar a massa descansando na geladeira por 40 minutos.

Recheio:

Após o tempo de esperar da massa na geladeira, esquentar um frigideira, bem quente, untada com óleo, colocar concha da massa na frigideira, após ele dourar somente de um lado, tira-se e coloca em uma superfície que pode ser em um prato. Então, coloca o recheio nessa massa, no lado que não dourou. E dobra a massa e aperta as bordas uma com a outra até fechar direitinho. E assim por diante até acabar de fazer com toda a massa. Após, é feito a fritura dos pastéis, no máximo 1 a 2 minutos. Secar em papel toalha.

Calda:

Mistura numa panela no fogo médio, ao levantar fervura, coloca algumas gotas de limão e uma colher de chá de água de rosas. Desligar e pronto: basta colocar por cima dos pasteizinhos.

Agora que você já sabe sobre o ano novo judaico, é hora de se aventurar na cozinha e reproduzir essas receitas que são sensacionais! Compartilhe com a família.

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Guia da Cozinha
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade