PUBLICIDADE

Casal de mulheres tem gêmeas quíntuplas no Texas

Esta é apenas a segunda vez que uma gravidez de quíntuplas, com todas as bebês meninas, é registrada nos Estados Unidos

27 jan 2021 13h35
| atualizado às 14h03
ver comentários
Publicidade

Um casal de mães do Texas quis ter um segundo bebê, porém a inseminação artificial deu tão certo que a família aumentou bastante e as americanas tiveram uma gestação de gêmeas quíntuplas, todas meninas.

Casos como esse são tão raros que esta é apenas a segunda vez que uma gravidez de quíntuplos, com todas as bebês meninas, é registrada nos Estados Unidos.

Heather Langley, 39, e Priscilla Rodriguez, 35, já são mães de outra garotinha, a Sawyer, de três anos de idade e tiveram suas outras filhas em agosto de 2020, com apenas 28 semanas de gestação.

Porém, por causa do parto prematuro, as bebês tiveram que passar seus três primeiros meses de vida no hospital. A primeira só foi para casa no dia 31 de outubro e a última em 2 de dezembro.

"Inicialmente os médicos viram quatro bebês. Depois descobriram que tinha mais um. Eu fiquei assustada no início, com medo de ter complicações na gravidez", disse Heather ao jornal britânico Daily Mail.

"Também confesso que entrei em pânico ao pensar em como cuidaria de cinco bebês e como chegaríamos a um acordo sobre cinco nomes, se um já é difícil", acrescentou ela. Os nomes escolhidos foram Hadley, Reagan, Zariah, Zylah e Jocelyn.

Langley revelou ainda que a esposa Priscilla, com quem está há nove anos, não queria ter filhos, porém, depois de Sawyer, ela também quis ter outro bebê. No entanto, a companheira não conteve a surpresa quando soube do tamanho da família.

Por causa da pandemia de covid-19, Priscilla não pôde ir junto ao ultrassom quando Heather descobriu que estava esperando cinco bebês, na sexta semana da gestação. Ela deu a notícia à esposa por mensagem de celular e obteve como resposta um pedido: "por favor diga que está brincando".

"Depois do choque inicial, pensei no quão especial seria nossa família. É como ganhar na loteria (...) Tem sido louco, agitado e cansativo, mas eu não faria nada diferente. Nossa filha mais velha tem sido maravilhosa com as irmãzinhas", concluiu Heather.

*Estagiária sob supervisão de Charlise Morais

Estadão
Publicidade
Publicidade