0

Sua queda de cabelo na quarentena pode estar relacionada ao estresse

A Dra. Veridiana Abud explica como o psicológico age prejudicialmente na raiz dos fios

29 mai 2020
10h44
atualizado em 4/6/2020 às 14h50
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Queda de cabelo na quarentena
Queda de cabelo na quarentena
Foto: Reprodução / Alto Astral

Está enfrentando queda de cabelo na quarentena? Além de problemas de pele, como acne e dermatite, muitas pessoas estão sofrendo com uma perda significativa dos fios durante o isolamento social. No entanto, apesar das questões físicas que são, possivelmente, atribuídas à condição, suas causas podem envolver o estado emocional.

Para entender melhor o processo que desencadeia a queda capilar em homens e mulheres, nós conversamos com a Dra. Veridiana Abud, que é formada em Medicina pela Universidade Cidade de São Paulo e pós-graduada em Dermatologia.

Tudo culpa do estresse?

Segundo a médica, o estresse funciona como um gatilho para desencadear a queda dos fios. "Uma pessoa com predisposição ou doença capilar pré-existente, quando submetida a situações tensas, induz a fraqueza das madeixas. Porém, a queda, na maioria dos casos, acontece de dois a três meses após o estímulo, e não imediatamente", ressalta.

Veridiana também aproveita para explicar como o processo acontece fisiologicamente, dentro do organismo. "O estresse desencadeia uma série de reações no corpo, que irão propiciar a queda. Entre elas, vemos a diminuição da circulação e nutrição do fio. Assim, a fixação dos pelos no couro cabeludo é prejudicada. Além disso, o aumento da produção de hormônios danosos ao cabelo, como o cortisol, induz a antecipação da fase telógena do pelo (fase de queda)", comenta.

Para a dermatologista, o estresse e tudo o que é derivado dele é, ainda, a principal causa para a queda de cabelo na quarentena. "A mudança no cotidiano, mudança no trabalho, estímulos negativos, incertezas, entre outras coisas", explicita.

Tratamento da queda de cabelo na quarentena

Ainda que o problema seja, muitas vezes, uma consequência do período de isolamento, não é recomendado que ele seja tratado em casa. "Infelizmente, a queda capilar é muito complexa. Existem vários diagnósticos possíveis, e que devem ser feitos pelo medico especialista. Cada caso é um caso e requer um cuidado específico. Não existe uma fórmula que funcione para todos", afirma Veridiana.

Alimentação

Ainda que os transtornos psicológicos sejam uma das causas, eles não são os únicos causadores dos problemas capilares. A especialista explica que é necessário muito cuidado com a alimentação. "Algumas dietas restritivas levam a uma deficiência de proteínas, minerais e vitaminas (nutrientes) que são essenciais à saúde do couro cabeludo e haste capilar. Já o oposto, também é verdadeiro. Uma dieta balanceada rica em nutrientes ajuda na manutenção dos cabelos."

Veja também:

De andador, veterano de guerra de 99 anos arrecada milhões para saúde pública britânica
Alto Astral
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade