PUBLICIDADE

Nutritivo, óleo de argan deixa a pele mais hidratada e macia

14 abr 2014 13h00
| atualizado às 15h06
ver comentários
Publicidade
Muito utilizado em prol da beleza dos cabelos,  o óleo de argan pode ser uma boa opção para as mulheres que desejam manter a pele firme hidratada
Muito utilizado em prol da beleza dos cabelos, o óleo de argan pode ser uma boa opção para as mulheres que desejam manter a pele firme hidratada
Foto: Shutterstock

Extraído de uma árvore típica do Marrocos e muito utilizado em prol da beleza dos cabelos, o óleo de argan também pode ser uma boa opção para as mulheres que desejam manter a pele mais firme e hidratada durante o outono-inverno, período normalmente seco. 

Rico em vitaminas A, D e E, o ingrediente de origem vegetal tem o poder de regenerar a membrana de proteção da cútis, favorecendo a nutrição e renovação celular. Por isso, quando aplicado no rosto e no corpo, cria uma espécie de filme protetor que impede a água de sair da derme, mantendo-a mais macia e viçosa. 

Conhecido como o "Ouro de Marrocos", o ativo também possui ômega 6 (ácido linolênico) e fitosteróis, que protegem o colágeno da degradação, e altos níveis de ácidos graxos essenciais, que são substâncias anti-inflamatórias capazes de tratar infecções e acelerar o processo de cicatrização.

Devido à boa fama  a indústria de cosméticos vem utilizando a substância natural como matéria-prima de diversos produtos desenvolvidos especialmente para fins dermatológicos. "Nestes casos, o óleo de argan empregado não é o mesmo usado para o tratamento dos fios, pois tendem a ser muito oleosos para a aplicação na face", ressalta Marcelo Bellini, médico dermatologista e membro da Academia Americana de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Uso diário
De forma geral, o extrato famoso pode ser usado sozinho na forma tópica ou incorporado a séruns, cremes ou géis. Para que os efeitos esperados sejam alcançados, o uso do cosméticos deve ser diário, pela manhã e à noite. Dessa forma, a sua ação poderá ser percebida a médio e longo prazo. No entanto, quem sofre com a oleosidade deve adotá-los apenas no período noturno. 

Contraindicado apenas para as pessoas com alergias e ferimentos na cútis, o agente, que também protege a área tratada contra a radiação ultravioleta devido à presença dos polifenóis, deve ser sempre aplicado  junto com o protetor solar.

Fonte: Agência Hélice
Publicidade
Publicidade