1 evento ao vivo

Tratamento 2 em 1 promete reduzir em até 80% as estrias

10 jul 2014
13h01
  • separator
  • 0
  • comentários

De olho na necessidade de muitas mulheres de acabar de vez com as estrias, o mercado de estética brasileiro oferece mais uma solução de beleza que promete reduzir em até 80% o famoso problema. Trata-se do Striat, um tratamento que une a ação de um aparelho de estimulação elétrica com a micropuntura para amenizar as listras vermelhas (recentes) e brancas (mais antigas) de maneira simples e eficaz. 

Solução de beleza disponível no mercado promete reduzir em até 80% as estrias que atingem a pele de boa parte das mulheres
Solução de beleza disponível no mercado promete reduzir em até 80% as estrias que atingem a pele de boa parte das mulheres
Foto: Andrey_Popov / Shutterstock

Dividido em duas etapas, o procedimento começa com a realização de pequenos furinhos feitos com agulhas em toda a área afetada pelas marcas. O objetivo é fazer com que essas lesões provocadas na derme passem por um leve processo inflamatório, caracterizado por sintomas como vermelhidão, inchaço e aumento da temperatura e da irrigação sanguínea local, que tem como principal consequência a oxigenação da região e o aumento da produção de anticorpos e leucócitos (responsáveis pela defesa do organismo) que favorecem o reparo das estrias. 

“Além disso, esse processo, que é potencializado pelo uso da corrente galvânica (corrente elétrica contínua) emitida pelo aparelho, estimula a renovação da pele, através do aumento de colágeno, elastina e de outras fibras proteicas. Dessa forma, com o avanço do tratamento, as listras vão desaparecendo e a cútis volta a ter o seu aspecto natural”, explica Letícia Botelho, biomédica esteta da clínica Bio Estética Design, de Brasília.  

Rápido no quesito resultados, o método, segundo a especialista, muda a aparência no espelho logo depois das primeiras dez sessões, que podem ser realizadas uma vez por semana, em qualquer parte do corpo.  “A estimativa de melhora após 20 sessões é de 80% em relação às estrias rosadas e avermelhadas.  Já no caso das brancas e mais antigas, o resultado aparece depois da 15ª sessão”, ressalta Letícia. 

Apesar disso, o Striat é contraindicado para gestantes, diabéticos, hemofílicos (pessoas que têm uma doença genético-hereditária caracterizada pela desordem no mecanismo de coagulação do sangue) e pacientes com propensão a queloides, psoríase, vitiligo ou que façam uso de esteroides e corticosteroides. O tratamento também não deve ser iniciado na puberdade devido à intensa alteração hormonal. 

Um tanto quanto dolorido, ele não permite o uso de anestésicos, que impedem a resposta sensorial necessária para a conquista dos resultados, e exige alguns cuidados especiais depois de sua aplicação, como a não exposição ao sol. “Também é importante não coçar a região, evitar o uso de esfoliantes e hidratantes e não fazer drenagem no local no mesmo período das sessões”, alerta. 

FICHA TÉCNICA
Nome do tratamento: Striat.   
Indicação: ameniza as estrias brancas e vermelhas da pele. 
Benefícios: estimula a produção de colágeno, elastina e outras fibras proteicas, diminuindo as estrias e fazendo com que a pele volte a ter o seu aspecto natural.
Quantidade de sessões: de cinco a 20. No entanto, o número de sessões pode variar em função da idade, cor da pele e o tamanho das estrias.
Valor médio: de R$ 50 a R$ 100, a sessão, mas pode variar de acordo com a quantidade de estrias e a região a ser tratada. 

Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade