6 eventos ao vivo

Laser promete coxas de Alessandra Ambrósio em até 10 sessões

Sucesso nos Estados Unidos, o laser fat-zapping deixa as coxas finas e iguais as das modelos

24 jun 2014
09h50
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois da onda da barriga chapada e negativa que invadiu a Internet e as redes sociais, muito se discutiu a respeito da tendência de moda e beleza das polêmicas pernas ocas - as pernas finas e separadas - típicas de top models como a brasileira Alessandra Ambrósio -, que viraram moda. Mesmo sendo um padrão considerado inatingível por muitos especialistas, já que obedece também a fatores genéticos, já existem tratamentos estéticos que prometem a conquista das coxas finas em apenas dez sessões. 

Apesar da polêmica em torno do padrão de beleza das pernas ocas terapia a laser promete fim às coxas grossas
Apesar da polêmica em torno do padrão de beleza das pernas ocas terapia a laser promete fim às coxas grossas
Foto: Shutterstock

É o caso do laser fat-zapping. Sucesso nos Estados Unidos, o novo método promete deixar as coxas finas e iguais as das modelos. De acordo com o dermatologista Amilton Macedo, membro da American Academy of Dermatology e da Associação Médica Brasileira de Oxidologia, o laser de baixa energia é usado apenas para o contorno corporal e, por isso, é capaz de entregar o resultado prometido. 

O médico brasileiro, inclusive, se mostra entusiasmado com o equipamento. “Esta é uma nova opção terapêutica para a gordura localizada, e não para o emagrecimento. Por isso, está sendo muito bem aceita fora do país. Eu estou empolgado com os resultados dela, tanto que vou providenciar o aparelho em minha clínica, assim que ele chegar ao Brasil”, afirma o especialista.

O laser fat-zapping também atua em torno da área abdominal, nos quadris e nas coxas. As suas forças aumentam o metabolismo e agem diretamente nas células de gordura, em sessões que demoram entre 20 e 40 minutos. 

Por ser considerado um laser indicado apenas para o contorno corporal, o tratamento com o equipamento, que já oferece resultados a partir da segunda sessão, não deve ser feito em gestantes e pacientes que tenham hipersensibilidade à luz do laser. Além disso, o médico explica que, por atuar apenas em pequenos volumes de gordura, ele não é recomendado para pacientes obesos. 

Vale lembrar que, por aqui, ainda devemos esperar um tempo para recorrer ao recurso, pois o Brasil deve receber o equipamento apenas somente após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

FICHA TÉCNICA
Nome do tratamento: Laser fat-zapping
Indicação: ajuda a deixar as coxas mais finas, como as das modelos.
Benefícios: aumenta o metabolismo e age diretamente na célula de gordura da área abdominal, nos quadris e nas coxas.
Quantidade de sessões: de quatro a dez sessões, dependendo da área a ser tratada.
Valor médio: de 1.800 a 3 mil dólares, dependendo do número de sessões e da região tratada.

Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade