0

Creme anti-idade deve ser usado a partir dos 20 anos

  • separator
  • comentários

Um dos principais problemas enfrentados pelas mulheres quando o assunto é pele, as rugas são cada vez mais combatidas por cremes anti-idade, capazes de adiar o seu surgimento no rosto ao longo dos anos. Eficientes, esses cosméticos, no entanto, têm sido adotados até mesmo por meninas na faixa dos 20 anos, como a atriz e cantora Vanessa Hudgens (25), que, em entrevista à revista americana “People”, confessou ser adepta deste tipo de produto para prevenir o envelhecimento cutâneo.

Atriz e cantora Vanessa Hudgens confessou em entrevista à revista americana "People" ser adepta deste tipo de produto para prevenir o envelhecimento cutâneo
Atriz e cantora Vanessa Hudgens confessou em entrevista à revista americana "People" ser adepta deste tipo de produto para prevenir o envelhecimento cutâneo
Foto: Shutterstock

Mas será que incluí-los tão cedo no nécessaire é realmente necessário? Para esclarecer essa e outras dúvidas, confira, a seguir, os principais mitos e verdades sobre o momento ideal para começar a usar os anti-idade na cútis. 

Cremes anti-idade devem ser usados a partir dos 20 anos.
Verdade.
Como ajudam na prevenção do envelhecimento da pele, eles já podem ser usados nesta faixa etária. No entanto, precisam ser adequados para as necessidades desta fase. “Por isso, vale a pena optar por ativos antioxidantes, como as vitaminas A, E e o resveratrol, e por substâncias hidratantes, como o ácido hialurônico e o NMF(Natural Moisturizing Factor - princípio ativo que tem importantes propriedades umectantes e hidratantes)”, explica Marcelo Bellini, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). 

Quanto mais precoce for o uso do creme anti-idade, menores serão as chances do surgimento de rugas.
Verdade.
A atuação constante em prol da prevenção faz com que a pele passe a concentrar uma reserva maior de colágeno e elastina, que são responsáveis por dar vigor e resistência à derme. “Por essa razão, adotar esse tipo de cuidado mais cedo significa retardar o surgimento das rugas e da perda de textura”, afirma.

Usar creme anti-idade indicado para outra faixa etária proporciona resultados mais positivos.
Mito.
Se uma mulher de 25 anos utilizar produtos indicados para quem está na faixa dos de 40, ela não irá conseguir uma prevenção mais efetiva porque as necessidades e características de cada uma são diferentes. “Os cremes destinados às mulheres mais maduras trazem fórmulas mais densas e agressivas. Quem é mais jovem, no entanto, deve usar géis e séruns mais suaves. Por isso, a adoção ou a troca desses produtos sem acompanhamento médico pode provocar o surgimento de acne e a obstrução dos poros”, alerta o especialista.

Usar creme anti-idade antes dos 30 anos proporciona uma hidratação mais profunda na pele.
Verdade.
Como é rico em propriedades hidratantes, o cosmético anti-idade promove uma hidratação mais intensa, aumentando a reserva de colágeno e elastina que já existe no organismo. Essa ação reflete diretamente no tônus e na juventude da pele.

PURA VERDADE
Começar a usar cremes anti-idade ainda jovem ajuda no processo de retardamento da formação das rugas. Isso porque a atuação dos cosméticos promove uma reserva maior de colágeno e elastina na pele, que são responsáveis pelo vigor e resistência da pele. Por isso, quanto mais precoce for o uso do creme anti-idade, menores serão as chances do surgimento das rugas, que são decorrentes da falta de cuidados com a cútis. No entanto, os produtos utilizados devem atender às necessidades que a pele apresenta em cada fase. E você, é adepta de cremes que combatem o envelhecimento? Deixe o seu comentário. 

Fonte: Agência Hélice

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade