PUBLICIDADE

Depilação íntima com cera é tendência entre os homens

14 mai 2012 08h37
Publicidade

Higiene, vaidade e ousadia são algumas das razões que têm levado cada vez mais homens a se renderem à depilação íntima. Como acontece com as mulheres, eles também querem valorizar o corpo e, por isso, têm decidido remover parcial ou até totalmente os pelos do púbis.

Higiene, vaidade e pedido das companheiras têm levado os homens a optarem pela remoção total ou parcial de pelos na depilação íntima
Higiene, vaidade e pedido das companheiras têm levado os homens a optarem pela remoção total ou parcial de pelos na depilação íntima
Foto: Shutterstock / Terra



Por mais que o tema ainda seja visto com estranheza por muitos homens, quem entende do assunto, diz que o visual não só fica melhor, como é capaz de causar uma ilusão de ótica, acrescentando alguns centímetros ao órgão sexual masculino.



É o que conta Alzira Esteves, depiladora que atende clientes em domicílio na cidade de São Paulo e que possui 80% de sua clientela formada pelo público masculino: "Alguns querem se tornar mais atraentes por livre e espontânea vontade, outros tantos se rendem mesmo aos pedidos das parceiras."



Discretos, a maioria de seus clientes são homens de 30 a 50 anos que preferem a comodidade de suas casas, onde se sentem mais seguros para receber este tipo de atendimento estético. E para quem dúvida, Alzira garante: a depilação é feita com cera quente mesmo, de vários tipos, incluindo a que tem ação anti-inflamatória.



Como fazer

Para a retirada dos pelos da região pubiana, a depiladora explica que os clientes chegam de sunga, mas nem sempre ficam com a peça durante a remoção dos pelos. "A depilação é feita de maneira igual em ambos os sexos. Por isso, no caso dos homens, quando eles querem tirar os pelos do púbis, escroto e pênis, não há como permanecer com a peça íntima", afirma. A depilação com cera não faz mal, mas os clientes devem ficar atentos ao material utilizado. "Dependendo da escolha, a técnica pode gerar foliculite ou infecções, como a hepatite B", diz Adriano Almeida, dermatologista do Centro Integrado de Prevenção do Envelhecimento (CIPE).



Pós-depilação

Como a pele fica mais sensível após a depilação é importante utilizar creme hidratante e calmante, além de evitar a exposição solar. "Cremes à base de azuleno, por exemplo, devolvem o viço à pele", lembra o médico.



Fonte: Agência Hélice
Publicidade