1 evento ao vivo

Adolescentes podem se depilar com cera e até laser; entenda

25 nov 2013
07h12
atualizado às 07h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Fase de grandes mudanças na vida e até mesmo no espelho, a adolescência também é marcada pelo surgimento de um dos principais incômodos femininos: os pelos. Causados por alterações hormonais, eles passam a ficar mais evidentes e grossos durante a puberdade, obrigando muitas meninas com mais de 12 anos a incluírem a depilação em seu ritual de beleza. 

Apesar de não existir uma idade certa para a remoção dos fios - geralmente ela acontece após a primeira menstruação -, a dica é eliminá-los assim que começarem a despontar nas axilas, pernas e buço para não abalar a autoestima das jovens que tende a ser mais sensível nesta etapa. Para isso, é preciso escolher com cuidado o método mais eficaz e confortável para elas, levando sempre em consideração a área do corpo a ser depilada, assim como o tipo de pelo e pele.

“Sempre recomendamos que haja uma conversa com a adolescente e bom senso nesta hora de escolha. Além disso, é importante que seja eliminado qualquer problema hormonal que possa causar o crescimento exagerado dos pelos e haja a esfoliação semanal para que os fios rompam a camada de pele e possam crescer e ser depilados mais facilmente, evitando alergias, encravamentos e irritações”, ressalta Raquel Fernandes Batalha, fisioterapeuta dermato-funcional de São Paulo.

Lâmina 
Opção mais prática e confortável por ser indolor, pode ser usada em casa sem muito custo. Para isso, é fundamental que sejam utilizadas apenas lâminas novas para evitar o risco de contaminação. Também vale a pena aplicar uma espuma de barbear para fazê-las deslizar com mais facilidade sobre a pele, sem causar irritações. Seus pontos negativos são o fato de cortar o pelo rente à pele, tornando o crescimento do fio mais rápido e a sua utilização mais frequente, assim como o risco de alergias e encravamento dos pelos.

Ceras
Boas opções para as adolescentes, as ceras quentes e frias arrancam os fios desde a raiz, tornando-os mais finos e enfraquecidos e deixando a pele lisinha por mais tempo. “Apesar disso, são mais dolorosas e podem causar o encravamento dos pelos, além de futuramente o aparecimento de vasinhos devido à tração”, alerta a especialista.

Depilador elétrico
Assim como a lâmina, é indolor e torna a depilação mais fácil no dia a dia. Se utilizado da forma correta - sempre de baixo para cima e no sentido contrário ao do crescimento dos pelos -, consegue remover os fios pela raiz e ser usado com intervalos maiores de tempo. 

Linha
Indicada, principalmente, para eliminar a fina penugem que surge no buço, garante resultados satisfatórios que duram cerca de 20 dias por não provocar irritação ou alergia. No entanto, pode causar dor, o que exige a aplicação de uma pomada anestésica no local meia hora antes. 

Lasers e fotodepilação 
Cada vez mais procurados pelas adolescentes por serem definitivos, a fotodepilaçao e o laser são pouco dolorosos e podem ser realizados em poucas sessões (uma vez por mês é o suficiente). “Nestes casos, vale a pena lembrar que é necessária a prévia autorização do responsável”, afirma Raquel. 

Fonte: Agência Hélice Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade