0

Protetor, hidratante e alimentação salvam pele do sol forte

3 fev 2014
07h11
atualizado em 25/2/2014 às 12h01
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Passado o primeiro mês do verão, os cuidados com a beleza devem ser redobrados para que a pele chegue à próxima estação macia e radiante, já que os raios ultravioleta - responsáveis por rugas, manchas e ressecamento - são ainda mais prejudiciais nessa temporada devido a sua alta incidência. Por isso, mulheres e homens precisam caprichar no uso de filtro solar e creme hidratante e no consumo de alimentos ricos em betacaroteno.

Antes de colocar o pé para fora de casa para curtir um dia ensolarado, é indicado aplicar protetor solar em abundância no corpo inteiro e não apenas no rosto, como medida para ficar longe de queimaduras e melasmas. “Passe também nos braços, nas pernas e em áreas pouco lembradas como orelha e dorso do pé, pois queimam com facilidade quando são expostas ao sol”, recomenda Vanessa Metz, dermatologista e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD).

Para garantir a proteção necessária, é válido passar filtro com FPS 30 a cada duas horas. Já em dias de praia, o fator deve subir para 50 e a reaplicação ser feita a cada 80 minutos, pois o cosmético tende a sair depois de entrar em contato com a água. 
    
Depois da exposição ao sol é importante adotar cremes hidratantes, com a função de reter água nas camadas da pele e manter a hidratação e o viço equilibrados. “Aposte fortemente em fórmulas com ação anti-inflamatória após o banho. Um reforço é dado com a ingestão de água ao longo do dia”, afirma Vanessa.

Bronzeamento sem perigo
Um dos principais desejos estéticos do verão, o bronzeado deve ser conquistado de maneira lenta e progressiva para não danificar a cútis, o que significa evitar banho de sol entre 10h e 16h. Alternativa para potencializar a cor dourada é tomar cápsulas diárias de nutracêutico à base de betacaroteno ou licopeno. “Elas prolongam o bronze e o deixam saudável”, diz. 

A ingestão de alimentos ricos nas duas substâncias, como frutas e legumes de coloração laranja e folha verde-escura, também colabora para um resultado melhor sem a necessidade de muita exposição. Isso acontece porque a oxidação dos nutrientes no organismo promove um tom dourado na pele.

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade