3 eventos ao vivo

Cinco cuidados evitam estrias sem a ajuda de tratamentos

29 mai 2014
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Embora pareça inevitável, boa parte das estrias pode ser evitada com alguns cuidados básicos, capazes de adiar por muitos anos as dores de cabeça em frente ao espelho
Embora pareça inevitável, boa parte das estrias pode ser evitada com alguns cuidados básicos, capazes de adiar por muitos anos as dores de cabeça em frente ao espelho
Foto: Shutterstock

Alvo de muitos procedimentos estéticos, as estrias costumam tirar o sono de muitas mulheres quando se instalam na pele. Difíceis de combater, elas surgem cada vez que o corpo se transforma. O rápido crescimento na fase da adolescência, a gravidez ou o famoso "efeito sanfona" são alguns dos fatores que contribuem para que a pele se estique, rompa as fibras elásticas e passe a contar com as indesejáveis listrinhas.

Embora pareça inevitável, boa parte das marcas pode ser evitada com alguns cuidados básicos, capazes de adiar por muitos anos as dores de cabeça em frente ao espelho. Confira, a seguir, algumas dicas especiais.  

Hidratação da pele
Uma pele hidratada tem mais resistência a rupturas. Por isso, usar cremes hidratantes diariamente ajuda a criar uma espécie de proteção natural para a derme, capaz de evitar que as fibras elásticas se rompam e deixem, assim, as marquinhas aparecerem. Os hidratantes à base de óleo de semente de uva, macadâmia, amêndoas e rosa mosqueta são as melhores opções e podem ser aplicados duas vezes  por dia, pela manhã e antes de dormir.    

Massagens localizadas
Massagear as áreas mais propensas às estrias durante a aplicação do creme hidratante também ajuda na prevenção, pois os movimentos realizados passam a atuar como uma espécie de drenagem linfática, melhorando a circulação da área, assim como a absorção do produto.

Exercícios físicos
A prática regular de atividade física, além de contribuir para um corpo saudável e em dia, também proporciona uma pele mais bonita porque deixa os músculos bastante firmes e evita o estiramento da pele causador das estrias. Só é preciso tomar cuidado, no entanto, com atividades muito intensas que podem levar ao ganho rápido de massa muscular e à hipertrofia, esticando demais a cútis.

Água
Beber, pelo menos, dois litros de água por dia ajuda a hidratar a pele de dentro para fora e mandar para longe os riscos de rupturas no tecido cutâneo e o consequente surgimento de estrias. Afinal, a cútis é o primeiro órgão que se desidrata, já que está constantemente exposto a agressões como o sol. 

Alimentação balanceada
Sempre lembrada por ter um papel determinante na manutenção da beleza e da saúde, a alimentação do dia a dia precisa ser balanceada e composta por itens ricos em antioxidantes, como cenoura, tomate e frutas cítricas. “Optar por uma alimentação equilibrada é fundamental para evitar o ganho de peso e das estrias. Por isso, no cardápio, também é importante que haja vitamina C, encontrada na acerola, laranja e abacaxi, o mineral selênio, presente na castanha-do-pará, o zinco, que é encontrado em frutos do mar e em nozes, além do cobre, retirado de frutos do mar, carnes e grãos”, informa Luciana Hitomi, médica especialista em estética, membro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.  

Veja também:

De andador, veterano de guerra de 99 anos arrecada milhões para saúde pública britânica
Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade