PUBLICIDADE

Aparelho usado por Christine Fernandes esculpe nova silhueta

3 mar 2014 06h06
ver comentários
Publicidade

Em meio ao Carnaval, os corpos bem definidos das famosas saltam aos olhos das mulheres mais vaidosas, que logo têm o desejo de alcançar um visual semelhante. Novo caminho para remodelar a silhueta, o aparelho batizado de Body Tite acaba de chegar ao Brasil com a promessa de agir a favor da queima de gordura localizada e, de quebra, auxiliar no tratamento contra a flacidez e as indesejáveis celulites.

Usado no tratamento estético da atriz Christine Fernandes, o equipamento conta com uma plataforma que apresenta duas potentes ponteiras com funções distintas. A Tite FX proporciona profundo aquecimento da área tratada por meio de radiofrequência bipolar, massagem a vácuo e pulso de alta voltagem. “Esse efeito triplo estimula o metabolismo das células de gordura, eliminando-as seletivamente por meio de um mecanismo denominado de eletroporação”, explica Carolina Pontes, especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Já o segundo item, a Fractora, emite corrente bipolar de radiofrequência para aquecer a área de aplicação com um intenso calor que, além de reforçar a estimulação anterior, incita a produção de novas fibras de colágeno, responsáveis pela tonificação da silhueta e uniformidade da pele, dando a sensação de redução da celulite. Assim, a união das tecnologias favorece a diminuição do tecido adiposo, reduz parte da pressão existente sobre os vasos sanguíneos e linfáticos, promove a desintoxicação das áreas tratadas e acelera o processo de normalização celular.

Durante a sessão, algumas pacientes relatam sensação de calor durante a fase de aquecimento e formigamento no momento da emissão do pulso de alta amplitude de radiofrequência. Mas, para que não haja desconforto ou dor, o aparelho pode ter a temperatura monitorizada e alterada dentro dos limites da técnica.

Resultados
Apesar dar resultados visíveis logo na primeira sessão, são recomendadas entre seis e oito visitas à clínica estética, com intervalo de uma semana entre elas. Depois, a manutenção é trimestral. Além da redução da circunferência, Body Tite também pode ser empregado em áreas de maior flacidez, como pescoço, queixo, braço, bumbum e coxa.

Apesar de não invasivo, o método é contraindicado para gestantes, lactantes, pacientes com próteses de silicone, com doenças imunossupressoras e com lesões de pele no local da aplicação. “O ideal é sempre fazer uma avaliação médica antes do início do tratamento”, alerta.

Fonte: Agência Hélice
Publicidade
Publicidade