0

Beleza

Miss Venezuela passará por revisão após escândalo na web

Getty Images
21 mar 2018
20h12
atualizado em 22/3/2018 às 11h51
  • separator
  • comentários

A organização encarregada pelo emblemático concurso de beleza Miss Venezuela anunciou nesta quarta-feira que entrou em "revisão" e suspenderá temporariamente suas atividades, depois de uma série de acusações entre as competidoras nas redes sociais, disse uma unidade de negócios do grupo Cisneros.

Um grupo de ex-participantes do reinado de beleza venezuelano manteve no último mês um debate em redes sociais sobre o que elas insinuaram ser um comportamento pouco ético de suas companheiras no concurso, acusando-as de terem se envolvido com empresários e funcionários de alto escalão para se beneficiar, abrindo a polêmica do como as misses sobrevivem.

Os encarregados da competição disseram que suspenderam o recrutamento de misses até segunda ordem para um concurso que tradicionalmente acontece no final do ano.

"Diante dos atos descritos recentemente através das redes sociais, blogs anônimos e por algumas pessoas que tiveram relação com o Miss Venezuela, decidiu-se começar uma revisão interna", disse a organização em comunicado.

O objetivo é "determinar se alguns de seus associados, durante o curso de suas gestões, se envolveram em atividades que infringiram com os valores e a ética do concurso", acrescentou o texto, sem mencionar nenhum nome específico ou detalhes.

Não ficou claro se elegerão ou não a Miss Venezuela este ano.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade