Shampoo a seco pode ser usado, mas com cuidado; veja motivos

25 jul 2017
08h00
atualizado às 10h54

O shampoo a seco é uma alternativa para aqueles dias em que não dá tempo de lavar o cabelo. Ele basicamente tira o aspecto engordurado do cabelo sujo ou muito oleoso.

Normalmente, o produto vem em forma de spray. Em alguns segundos, você aplica o líquido na raiz e as madeixas voltam a ter a aparência de sempre. A solução parece quase milagrosa, porém, o uso frequente pode trazer problemas para o couro cabeludo.

O uso do shampoo pode ser feito, mas com cuidado!
O uso do shampoo pode ser feito, mas com cuidado!
Foto: aetb - iStock

Quando usamos produtos normais, a ação do shampoo limpa as impurezas por meio de uma remoção química, que é eliminada na hora do enxágue. O processo usado no shampoo a seco, por outro lado, acontece com uma remoção mecânica. Ele gruda na sujeira e a remove forçadamente.

Por este motivo, não é feita uma lavagem propriamente dita. O uso frequente pode criar um ambiente propenso à bactérias e fungos que, além de causar irritações, gera descamações e coceiras.

Para não ter nenhum problema, recorra à alternativa, no máximo, uma vez por semana. Independentemente do seu tipo do cabelo, a ideia é usar somente em situações de emergência.

E tenha em mente que não basta escolher qualquer shampoo e condicionador. A qualidade do produto está diretamente ligada com o desenvolvimento das madeixas.

Cuidar somente dos fios não é suficiente. O couro cabeludo pode – e deve – ser prioridade. Sem uma pele saudável, os fios ficam muito mais propensos à queda e a desidratação.

TC

compartilhe

publicidade
publicidade