3 eventos ao vivo

Saiba 8 lanches saudáveis que podem substituir o jantar

24 abr 2014
08h10
atualizado às 11h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Qual criança ou adolescente não vibra quando o jantar é um sanduíche? Para você não ficar preocupada por, às vezes, não oferecer um cardápio completo, saiba que os lanches podem ser opções saudáveis, bastam algumas adaptações e boas escolhas.

Comece optando pelo pão integral. Além de fonte de carboidrato, as versões integrais são ricas em fibras. O segundo passo é adicionar proteínas magras, importantes para a construção e sustentação de todas as estruturas do corpo. “Elas são divididas em dois tipos: laticínios, como os queijos, e substitutos da carne, como o frango desfiado, o peito de peru ou o atum ralado”, explica a nutricionista Lara Natacci, da Dietnet Assessoria Nutricional.

Para completar o recheio do sanduíche, aposte nos vegetais, que podem ser fatiados, como o tomate ou o pepino, ou ralados, como a cenoura e a beterraba. Não se esqueça das folhas, como a rúcula, o agrião e a alface. “Esses alimentos, chamados também de reguladores, são ricos em vitaminas, minerais e fibras, importantes para a realização de todas as funções metabólicas do organismo e prevenção de doenças”, comenta a nutricionista.

O consumo deve ser esporádico
O lanche pode ser o mesmo para a criança e o adolescente; o que muda é a quantidade. “Para a criança, sirva um sanduíche, enquanto o adolescente pode ingerir até duas unidades”, orienta a especialista.

É importante lembrar que esse lanche conta como uma refeição e, por isso, deve ser consumido, pelo menos, entre uma a duas horas antes de dormir. Porém, não pode ser feito diariamente. “O importante é realizar refeições equilibradas, com verduras, legumes, cereais, leguminosas e carne (frango, boi, peixe) ou ovo. Mas, na impossibilidade de um menu completo, o lanche pode substituir o jantar, no máximo, duas vezes por semana,”, explica Lara.

O lanche da tarde deve ser diferente
Normalmente, o lanche da tarde deve conter alimentos reguladores, construtores e energéticos, principalmente se o intervalo entre o almoço e o jantar for grande. “Mas as quantidades são menores e os alimentos precisam variar. Invista em frutas, barras de cereais, cookies, biscoitos simples, iogurtes e queijo processado”, sugere a especialista. Dessa forma, a alimentação é saudável e não cai na monotonia.

 

Fonte: Qualitá
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade