4 eventos ao vivo

Mercedes e Hamilton deixaram Rosberg ganhar, diz Pupo Moreno

Roberto Pupo Moreno diz em live no Parabólica que Nico Rosberg só foi campeão da F1 porque a Mercedes negociou antes com Lewis Hamilton

22 out 2020
17h21
atualizado às 17h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O piloto alemão Nico Rosberg não teria sido campeão do mundo em 2016 se a Mercedes-AMG não tivesse feito um acordo antes com o piloto inglês Lewis Hamilton. A opinião é do piloto brasileiro Roberto Pupo Moreno, que foi entrevistado pelos colunistas do canal Parabólica em live realizada nesta quarta-feira (21), no Terra. Para Moreno, a Mercedes investia desde o início dos anos 1990 na Fórmula 1 para ter um piloto alemão, mas os títulos de Michael Schumacher na Benetton e depois na Ferrari chegaram antes de a equipe estar pronta. Veja o vídeo.

Moreno conversou durante uma hora com os jornalistas Lito Cavalcanti, Alessandra Alves e Sergio Quintanilha, colunistas do canal Parabólica. Roberto Pupo Moreno foi convidado para falar sobre os 30 anos de sua dobradinha com Nelson Piquet no GP do Japão de 1990, pela Benetton. Na ocasião, Ayrton Senna, da McLaren Honda, ganhou o bicampeonato mundial ao provocar um acidente com Alain Prost, da Ferrari. Moreno disse que “ninguém queria ganhar aquela corrida”, numa referência à rodada de Gerhard Berger (McLaren) e à quebra do semi-eixo da Ferrari de Nigel Mansell.

Pupo Moreno na Benetton: melhor resultado na F1, mas precisou de ajuda bíblica para chegar ao fim.
Pupo Moreno na Benetton: melhor resultado na F1, mas precisou de ajuda bíblica para chegar ao fim.
Foto: Divulgação

O piloto brasiliense, que correu na Fórmula 1 e na Fórmula Indy, contou detalhes de sua estratégia com Nelson Piquet e revelou que sofreu bastante com o aspecto físico, mas foi salvo por uma passagem da Bíblia e conseguiu terminar a corrida. Ele também falou de sua passagem na Lotus, dos motivos que levaram Michael Schumacher a tirar seu lugar na Benetton, do acidente de Piquet em Indianápolis e dos motivos que o levaram a trocar a Fórmula Indy, onde estava bem, pela Fórmula 3000, para retomar o caminho em direção à Fórmula 1.

Foi uma conversa de coração aberto, na qual o piloto denunciou politicagem na equipe Lotus, que o prejudicou, e rechaçou o bordão de “operário da velocidade”, bem como o de “sonhador”. “Sou um guerreiro”, disse. Bastante descontraído, o piloto brasileiro disse que, ao contrário do que o público pensa, sua melhor corrida não foi o GP do Japão de 1990, mas sim um GP de Fórmula Atlantic na Austrália em 1981, quando derrotou os campeões mundiais Alan Jones e Nelson Piquet após fazer a pole position aproveitando pneus velhos que seu amigo brasileiro descartava depois de usar.

Moreno na Lotus: só tinha testado o carro em linha reta e "fazendo" pastilhas para Elio de Angelis.
Moreno na Lotus: só tinha testado o carro em linha reta e "fazendo" pastilhas para Elio de Angelis.
Foto: Divulgação

Assista ao vídeo acima. Nele, Roberto Pupo Moreno faz também uma análise dos maiores pilotos da atualidade, comparando Lewis Hamilton, Valtteri Bottas, Sebastian Vettel, Charles Leclerc, Max Verstappen e Fernando Alonso. Esta é a primeira live do canal Parabólica no Terra. A intenção dos colunistas é continuar realizando entrevistas como a de Moreno e também publicando semanalmente conteúdo exclusivo e analítico sobre a Fórmula 1.

Roberto Pupo Moreno abriu o coração durante entrevista para o canal Parabólica.
Roberto Pupo Moreno abriu o coração durante entrevista para o canal Parabólica.
Foto: Parabólica / Reprodução

 

Parabólica
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade