PUBLICIDADE

Hamilton é o mais rápido dos treinos livres da F1 na Arábia

Piloto da Mercedes segue ditando o ritmo, após duas vitórias seguidas. Max Verstappen fica em 4º. Charles Leclerc bate forte

3 dez 2021 15h21
| atualizado às 16h58
ver comentários
Publicidade
Lewis Hamilton nos treinos para o GP da Arábia Saudita
Lewis Hamilton nos treinos para o GP da Arábia Saudita
Foto: Mercedes / Twitter

O primeiro dia de atividades da Fórmula 1 na Arábia Saudita foi uma continuação da força apresentada pela Mercedes nas duas últimas provas da Fórmula 1. Hamilton, que voltou a usar o forte motor utilizado em Interlagos, liderou as duas sessões do dia. Verstappen bem que tentou se impor, especialmente no primeiro treino livre, mas acabou atrás de Hamilton na primeira sessão e das duas Mercedes na segunda. 

A preocupação com a segurança, levantada pelos pilotos nos últimos dias, volta à pauta. A pista de Jidá proporciona altas velocidades em curvas cegas e muros muito próximos ao traçado, e a Fórmula 2 testemunhou isso logo nos primeiros minutos de pista, com uma forte batida de Logan Sargeant na temida curva 22. 

Na F1, a primeira sessão não teve intercorrências, talvez até por um excesso de zelo dos pilotos. Cientes dos riscos da pista, eles não forçaram tanto o ritmo – prova disso é o fato de ter havido pouquíssimos erros em freadas e tangências. 

Mas na segunda sessão, já com mais confiança, aconteceu a primeira batida mais forte da F1: na mesma curva 22 em que Sargeant bateu na F2, Charles Leclerc estampou muro com força. Bandeira vermelha e fim da sessão antecipado 

Charles Leclerc bate forte no TL2
Charles Leclerc bate forte no TL2
Foto: F1 / Twitter

Verstappen lidera a maior parte do TL1, mas Hamilton reage no fim 
Verstappen foi o primeiro dos postulantes ao título a ir à pista. E foi para valer, logo de cara. Mesmo de pneus duros, ele andou mais de um segundo mais rápido que qualquer outro piloto nos primeiros minutos de sessão, com um tempo de 1min30s930. 

Com mais de 20 minutos de atividade, ninguém chegou perto do tempo do holandês. Sem ser superado, ele mesmo se superou, com 1min30s014, ainda de pneus duros. Hamilton pulou para segundo, com 1min30s678, mas calçando compostos macios. 

Só com mais de 40 minutos de treino que alguém alcançou o piloto da Red Bull. Valtteri Bottas fez 1min30s009, superando Verstappen por apenas 5 milésimos. Hamilton acordou logo depois, cravando 1min29s786, quando faltavam 15 minutos para o fim da sessão. As Mercedes usaram macios para superar o tempo de Verstappen, feito com pneus faixa branca. 

Verstappen só conseguiu completar uma boa volta com pneus macios já com o cronômetro zerado, com 1min29s842, não o suficiente para superar Hamilton. 

Surpreendentemente, a sessão não teve nenhuma bandeira amarela ou vermelha. O top 10 do primeiro treino livre ficou com Hamilton, Verstappen, Bottas, Gasly, Giovinazzi, Sainz, Leclerc, Ricciardo, Alonso e Vettel. 

Max Verstappen e o belo pôr do sol de Jidá
Max Verstappen e o belo pôr do sol de Jidá
Foto: Red Bull / Twitter

Mercedes são as mais rápidas também no TL2, e Leclerc bate forte 
A segunda sessão foi realizada a noite, no mesmo horário em que acontecerão a classificação e a corrida. Assim como na primeira sessão, Verstappen foi o primeiro dos líderes a fazer volta, com cerca 8 minutos de treino. Calçando pneus médios, ele fez 1min30s104. 

Com a temperatura mais baixa e os pilotos mais confiantes após uma primeira sessão totalmente limpa, começaram a acontecer os primeiros (pequenos) incidentes do fim de semana, como travadas de pneus e espalhadas, que não haviam acontecido antes. 

O roteiro do FP1 foi se repetindo, com Verstappen melhorando o próprio tempo nos primeiros minutos de pista. 1min29s706, já melhor que o tempo mais baixo da sessão anterior. Pouco depois, abaixou ainda mais, para 1min28s290, retomando a ponta de tabela, que havia ficado poucos segundos com um surpreendente Yuki Tsunoda. 

Bottas nos treinos livres da Arábia Saudita
Bottas nos treinos livres da Arábia Saudita
Foto: Mercedes / Twitter

As Mercedes começaram a colocar as garras de fora com cerca de 20 minutos de sessão. Tanto Hamilton quanto Bottas fizeram voltas de 1min29s0, e assumiram as duas primeiras posições. 

A segunda metade da sessão viu as equipes partirem para as simulações de corrida. Os carros andaram mais pesados, o que fez com os que os tempos não sofressem mais grandes alterações. 

E até demorou para que o primeiro acidente acontecesse na perigosa pista árabe. A 4 minutos do fim, Charles Leclerc escapou de traseira e estampou o muro na assustadora curva 22. A Ferrari ficou destruída, mas, felizmente, o piloto saiu ileso do acidente. 

Com a bandeira vermelha, a sessão foi abreviada. Hamilton ficou com o melhor tempo, seguido por Bottas, Gasly, Verstappen, Alonso, Ocon, Sainz, Tsunoda, Perez e Leclerc. 

Os carros voltam a pista no sábado (4), para o TL3 às 11h, e para a classificação, às 14h. A corrida é domingo (5), às 14h30.  

Os tempos do TL2 na Arábia
Os tempos do TL2 na Arábia
Foto: F1 / Twitter

 

Parabólica
Publicidade
Publicidade