PUBLICIDADE

Haas confirma manutenção da dupla de pilotos para F1 2022

Mick Schumacher e Nikita Mazepin seguirão na Fórmula 1 pela equipe Haas por mais uma temporada

23 set 2021 19h08
ver comentários
Publicidade
Mazepin e Schumacher contam as horas para 2022.
Mazepin e Schumacher contam as horas para 2022.
Foto: Haas F1 / Instagram

Desde bem cedo na temporada, a Haas optou por abriu mão de melhorar seu carro de 2021 e focar no projeto de 2022, quando o regulamento técnico será bastante alterado. Com um carro fraco e sem perspectivas de melhoria ao longo do ano, os novatos Mick Schumacher e Nikita Mazepin estão tendo poucas oportunidades para brigar por algo que não seja o penúltimo lugar. E brigar mesmo! 

Sem carro para poder disputar com as outras equipes, os dois novatos disputam de forma ferrenha entre si, o que levou a atritos, declarações públicas de insatisfação um com o outro e até toques na pista. Depois do incidente no GP da Itália, porém, ambos resolveram abaixar o tom, o que levou até a um surpreendente pedido de desculpas do polêmico Mazepin direcionado à Schumacher. 

Era um presságio de que a manutenção da dupla seria confirmada – algo que já era esperado. Com a casa em ordem e o clima (aparentemente) sob controle, a Haas e seus pilotos podem almejar uma temporada 2022 mais tranquila. 

A Haas usou suas redes sociais para confirmar a permanência da dupla de pilotos. Guenther Steiner, chefe da equipe, declarou: “´Nós sabíamos que queríamos continuidade ao volante para 2022 e estou feliz em confirmar exatamente isso, com Mick Schumacher e Nikita Mazepin competindo pela Uralkali Haas F1 Team no ano que vem. 2021 ofereceu a ambos os pilotos a oportunidade de aprender sobre a Fórmula 1 e, enquanto novatos, eles tiveram bastante disso esse ano.” 

Mick Schumacher se mostrou empolgado com a oportunidade de ficar para 2022: “O novo regulamento, a ambição impressionante de toda a equipe Haas e o apoio da Ferrari, claro que acredito que isso vai nos trazer para mais perto do resto do pelotão e seremos capazes de lutar por pontos.” 

E não esqueceu de acenar à Ferrari, equipe que lhe dá apoio desde as categorias de base: “Por fim, gostaria de agradecer à Ferrari Driver Academy pela confiança que continuam depositando em mim e pelo apoio que me deram ao longo dos anos.” 

Talvez não seja uma mera coincidência o anúncio ter sido feito pela Haas durante os preparativos para o Grande Prêmio da Rússia. A principal patrocinadora do time é uma empresa do país, e que possui relação direta com o pai de Nikita Mazepin. O apoio é tanto que a Haas praticamente pintou seus carros com a bandeira da Rússia para esse ano. 

O piloto russo também expressou sua alegria com a renovação. “Estou muito empolgado pelo próximo ano, pelo novo carro e por só ter a oportunidade com a Haas e crescer com eles. Acho que vamos voltar mais fortes ano que vem.” 

A Haas ocupa o último lugar entre os construtores em 2021, sendo a única equipe sem pontos. A próxima rodada da Fórmula 1 - e próxima tentativa da equipe de pontuar - será exatamente o GP da Rússia, cujas atividades começam amanhã (24). A corrida está marcada para domingo, 26, às 9 horas da manhã, horário e Brasília. 

Parabólica
Publicidade
Publicidade