PUBLICIDADE

F-Indy: quatro corridas e quatro vencedores diferentes

Patricio O’Ward conquistou a primeira vitória na IndyCar na rodada dupla na etapa disputada no Texas Motor Speedway

4 mai 2021 12h20
ver comentários
Publicidade
Pato O'Ward venceu pela primeira vez na IndyCar.
Pato O'Ward venceu pela primeira vez na IndyCar.
Foto: Twitter / Reprodução

A primeira vitória de Pato O’Ward, piloto da Arrow McLaren SP na IndyCar, era uma questão de tempo, e, não por acaso, ela ocorreu no oval do Texas Motor Speedway: O’Ward morou em San Antonio e o Texas é um dos estados que faz fronteira com o México, terra natal do piloto que completa 22 anos no dia 6 de maio.

A prova de domingo no Texas foi uma corridaça, que incluiu acidente com sete carros na largada e nove pilotos se revezando na liderança durante as 248 voltas, além de mudanças nas estratégias dos times, a fim de garantir todo o combustível possível e pneus em condição de chegar até o fim da prova.

Pato O’Ward largou em quarto lugar, e conseguiu se aproximar do bicampeão Josef Newgarden, que liderava a prova, quando faltavam 24 voltas para o final. O americano da Penske até tentou defender a posição, mas não resistiu ao ataque do mexicano. Foi a primeira corrida vencida por motores Chevrolet na temporada, interrompendo a sequência de três conquistas da Honda.

O piloto mexicano da Arrow McLaren deixa Josef Newgarden para trás no Texas.
O piloto mexicano da Arrow McLaren deixa Josef Newgarden para trás no Texas.
Foto: McLaren / Reprodução

Esta temporada, aliás, está se mostrando bastante equilíbrada, com quatro vencedores diferentes em quatro corridas, sendo que dois deles triunfaram pela primeira vez na categoria. Lembrando: na abertura do campeonato, no Alabama, Alex Palou, da Ganassi, venceu e quebrou o jejum de 16 anos desde a vitória de Oriol Servià, em Montreal (ainda na CART).

No GP de St.Petersburgo, segunda prova da temporada, foi a vez de Colton Herta (Andretti) vencer pela primeira vez na temporada. Foi a quarta vitória de sua carreira e a primeira em um circuito de rua. O americano não comemorava uma vitória desde o GP de Mid-Ohio, em 2020.

Já na primeira prova da rodada dupla disputada no Texas Motors Speedway, no sábado à noite, o hexacampeão Scott Dixon venceu pela 51ª vez, mas havia um estreante no pódio, o neozelandês Scott McLaughlin, da Penske, que chegou na segunda posição. Apesar de ser um estreante em ovais, o rookie McLaughlin é tricampeão do V8 Supercars, categoria australiana de carros de turismo. 

McLaren encerrou o jejum de 42 sem vitórias na F-Indy.
McLaren encerrou o jejum de 42 sem vitórias na F-Indy.
Foto: Divulgação

O'Ward precisou de 26 corridas para se tornar o primeiro vencedor mexicano da era da IndyCar após 26 corridas. Mas, se considerarmos a vitória do compatriota Adrian Fernandez, pela CART, em 2004, o piloto da McLaren encerrou um jejum de 16 anos sem vitórias na categoria. E outro jejum também foi quebrado: foi a primeira vitória da McLaren na Fórmula Indy, o que não ocorria desde 22 de abril de 1979, quando Johnny Rutherford venceu em Atlanta.

Pato O’Ward estreou na categoria em setembro de 2018, no Grande Prêmio de Sonoma. No mesmo ano, ele havia disputado o campeonato de Indy Lights e foi campeão na categoria pela equipe Andretti. A primeira pole position na IndyCar foi conquistada em julho do ano passado, em Road America. Antes de registrar seu nome entre os vencedores na Fórmula Indy, O’Ward já tinha somado cinco pódios, sendo quatro em 2020 e o primeiro em 2021 no Texas.

Em 2019, o piloto mexicano iria correr pela equipe Harding na IndyCar, mas as dificuldades financeiras forçaram a saída do time antes do início da temporada. Ward conseguiu um contrato com a equipe Carlin e fez oito corridas, mas o ano foi tão movimentado para Pato que além de disputar a IndyCar, fez parte da Academia de Pilotos da Red Bull, substituiu Mahaveer Raghunathan na Fórmula 2 em duas etapas e disputou três provas da Super Formula, no Japão.

Zak Brown agora tem uma promessa a cumprir com O'Ward.
Zak Brown agora tem uma promessa a cumprir com O'Ward.
Foto: Twitter / Reprodução

Depois de um ano agitado, O'Ward foi anunciado como piloto da Arrow McLaren SP, equipe criada pela fusão entre a Schmidt Peterson e a McLaren, na temporada 2020 da IndyCar. Terminou o campeonato em quarto lugar, com uma pole, quatro pódios e o título de melhor estreante do ano depois de terminar as 500 Milhas de Indianápolis em sexto lugar.

Assim como foi um dos destaques da temporada do ano passado, Pato O’Ward deve se destacar também em 2021, colocando-se entre os favoritos ao título. Após quatro corridas, o mexicano tem 131 pontos e a segunda colocação no campeonato, 22 pontos atrás do atual campeão Scott Dixon, que tem 153, e apenas 4 na frente de Alex Palou, da Ganassi, na terceira colocação.

E, se como piloto do time de jovens da Red Bull ele um dia pensou em chegar à Fórmula 1, o sonho agora pode se concretizar. Pato apostou com Zak Brown, diretor-executivo da McLaren, que se vencesse uma corrida na IndyCar, testaria um F1 no final do ano, em Abu Dhabi. Agora é cobrar para que Zak não esqueça a promessa!

A próxima etapa será disputada no dia 15 de maio, no circuito misto de Indianápolis.

Parabólica
Publicidade
Publicidade