PUBLICIDADE

Festival SP Rock Mapping fará projeções no Minhocão em SP

Evento conta com projeções, debates sobre música, video mapping e intervenção urbana

10 abr 2021
0comentários
Publicidade
Letrux é atração do SP Rock Mapping
Letrux é atração do SP Rock Mapping
Foto: Reprodução Instagram

A segunda edição do festival SP Rock Mapping termina neste domingo (11), com projeções de apresentações de artistas musicais e visuais nas empenas cegas do Minhocão, e transmitidas ao vivo na Twitch, além de oficina e bate papo sobre música, videomapping e intervenção urbana.

Para as apresentações, artistas musicais se unem a artistas visuais para criarem conteúdos inéditos. Além das apresentações, o SP Rock Mapping inclui um bate papo sobre o papel da arte em tempos de pandemia, e o que a linguagem do videomapping representa e contribui com os projetos de música. 

“O vídeo mapping é uma linguagem artística contemporânea e cosmopolita. A cidade de São Paulo precisava de um festival deste segmento para chamar de seu”, completa o idealizador do festival, Caio Fazolin, do Ateliê Digital Análogico.

Serviço
10/04 - 14h
Bate Papo: Um convite para  analisar o papel da arte em tempos de pandemia, e o que a linguagem do videomapping (muito evidenciada durante o isolamento social) representa e contribui com os projetos de música.
Mediação: Lorena Calábria

10/04 - das 19h às 23h
Apresentações musicais e visuais:
- Aíla e Roberta Carvalho
- Senzala Hi-Tech, Junião e Juliana Lima
- Embolex e Dengue
- Nomade Orquestra e Darklight Studio
- Letrux, Clara Consentino e Laura Fragoso

11/04 - das 19h às 23h
Apresentações musicais e visuais:
- Deafkids e Douglas Leal
- Monna Brutal e Studio Curva
- Luiza Lian e Bianca Turner
- Nelson D e VJ Suave
 

Nos Bastidores Nos Bastidores
Publicidade
Publicidade