0

Volkswagen, Fiat e Ford podem salvar o Salão de São Paulo

O Salão do Automóvel pode ter apenas oito marcas, mas elas são importantes e representam 55% do mercado brasileiro

5 fev 2020
11h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Ford Mustang Mach-E: quem não gostaria de conhecer a versão SUV do mito?
Ford Mustang Mach-E: quem não gostaria de conhecer a versão SUV do mito?
Foto: Ford / Divulgação

Existe claramente um boicote contra o próximo Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. Nas últimas horas, Mitsubishi, Suzuki e Hyundai demonstraram intenção de não participar da feira, aumentando para 14 o número de marcas ausentes. Porém, é cedo para dizer que o Salão está morto; ou mesmo que será um fracasso total. Isso porque as oito marcas confirmadas representam 55% do mercado brasileiro. Entre elas estão três das quatro marcas mais tradicionais: Volkswagen, Fiat e Ford. 

Para o público que aspira por um carro novo e que não tem tempo de conhecer todas as novidades na correria do dia-a-dia, indo às concessionárias, a presença dessas marcas é importante. Juntas, a Volkswagen, a Fiat e a Ford reúnem atrações suficientes para levar um grande público ao São Paulo Expo, de 12 a 22 de novembro deste ano. 

Para além dessas marcas, outras cinco estão confirmadas e possuem carros interessantes para serem mostrados: Jeep, Nissan, Renault, RAM e Troller. Sem contar que a FCA ainda pode trazer carros icônicos da Chrysler e da Dodge (repetindo ação de anos anteriores) como o Chrysler 300 e o Challenger Hellcat de 717 cv. A montadora líder do mercado brasileiro também tem a nova picape RAM 1500 para exibir. A Volkswagen, além da linha atual, terá dois novos SUVs compactos para mostrar. 

Dodge Challenger Hellcat: com 717 cavalos, esse carro é atração em qualquer feira.
Dodge Challenger Hellcat: com 717 cavalos, esse carro é atração em qualquer feira.
Foto: FCA / Divulgação

A Ford tem, entre outros carros, o Mustang Mach-E, que é a versão SUV de seu famoso esportivo. Sem contar que o próprio Mustang já é uma atração à parte. Carros aspiracionais para a população brasileira as marcas que estarão presentes no Salão têm muitos. Quanto aos carros de sonho, os citados são apenas três exemplos, pois existem vários outros, de todas as marcas confirmadas, que são as seguintes, com suas respectivas participações de mercado.

SALÃO DOS 55%
Marca Participação
VOLKSWAGEN 16,0%
FIAT 14,1%
RENAULT 8,4%
FORD 7,8%
JEEP 4,7%
NISSAN 3,8%
RAM n/d
TROLLER n/d
TOTAL 54,8%

A história registra que já houve uma edição do Salão do Automóvel sem nenhuma montadora presente. Aconteceu em 1986, quando a Anfavea e a Alcântara Machado (criadora do evento) não chegaram a um acordo sobre os custos. O salão foi realizado somente com carros importados. Por isso, apesar da avalanche de desistências, é cedo para cravar que o Salão de São Paulo está morto.

Chrysler 300, da FCA: apenas um exemplo de como as marcas presentes têm carros para exibir.
Chrysler 300, da FCA: apenas um exemplo de como as marcas presentes têm carros para exibir.
Foto: FCA / Divulgação

A lista das marcas que não irão à feira de 2020 é a seguinte: Mitsubishi, Suzuki, Hyundai, Chevrolet, Toyota, Lexus, BMW, Mini, Peugeot, Citroën, Jaguar, Land Rover, Volvo e JAC Motors. Ainda aguardam para decidir as seguintes marcas: Audi, Caoa Chery, Ferrari, Honda, Hyundai Caoa, Lamborghini, Maserati, Porsche, Rolls-Royce e  Subaru.

 

Veja também:

Honda Civic 1.5 turbo é um devorador de estrada
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade