PUBLICIDADE

Porsche tem fluxo de caixa líquido de R$ 87 milhões por dia

Com carros espetaculares e desejados, Porsche mais do que duplica resultado operacional no primeiro semestre de 2021

30 jul 2021 11h47
| atualizado às 11h49
ver comentários
Publicidade
Porsche Boxster: 25 anos na estrada.
Porsche Boxster: 25 anos na estrada.
Foto: Porsche

A Porsche vive um momento de glória financeira. A empresa divulgou esta semana que obteve receitas de 16,5 bilhões de euros nas vendas do primeiro semestre, com um resultado operacional de quase 2,8 milhões de euros. O retorno de vendas foi de 16,9%. Segundo a Porsche, a receita de vendas aumentou 33% e o resultado operacional cresceu 127%.

Uma das razões do forte crescimento foram as vendas fracas no segundo trimestre de 2020, devido à pandemia de Covid-19. Um dos números que mais chama atenção no relatório financeiro da Porsche é o seu fluxo de caixa líquido: 2,6 bilhões de euros em 30 de junho, o que representa um aumento de 130% em relação ao ano anterior. A Porsche teve este enorme crescimento praticamente sem alterar o número de funcionários: 36.267 em 30 de junho e 36.359 no final de 2020.

Com carros espetaculares e desejados, a Porsche tem números impressionantes em todos os sentidos. O fluxo de caixa líquido do primeiro semestre deste ano, se for convertido em reais e em fluxo diário, representa R$ 87 milhões de fluxo caixa líquido por dia. “Podemos ficar muito satisfeitos com esses números,” diz Lutz Meschke, vice-presidente do Conselho Executivo e membro do Conselho Executivo de Finanças e TI da Porsche AG.

A empresa não dorme sobre os louros. A Porsche investiu pesado na eletrificação, tanto em carros híbridos quanto em elétricos. “Apesar dos grandes investimentos em eletrificação e digitalização para o futuro, alcançamos um forte retorno de vendas de 16,9%”, disse Meschke. “Nosso programa de lucratividade não coloca os empregos em risco, mas os protege. E não diminui as inovações, mas as impulsiona.”

A Porsche já reuniu cerca de 3.000 ideias para seu programa de lucratividade em 2025. Aqui, o objetivo é melhorar o resultado acumulado em 10 bilhões de euros até 2025 e, posteriormente, em 3 bilhões de euros em cada ano subsequente. “Na Europa, mais de 40% de nossos clientes já escolhem carros esportivos elétricos. Até 2030, a Porsche será neutra em carbono”, disse Oliver Blume, presidente do Conselho Executivo da Porsche AG.

No primeiro semestre, a Porsche entregou um total de 153.656 veículos em todo o mundo. Isso é 31% a mais que no mesmo período do ano anterior, que estava fraco devido à pandemia. O aumento incluiu todas as linhas de produtos e regiões de vendas. Mesmo assim, “é bom mantermos os pés no chão”, diz o CFO, Lutz Meschke. “Porque, independentemente das incertezas da pandemia do coronavírus, a situação de tensão contínua no mercado dos semicondutores pode se tornar perceptível no terceiro trimestre.”

 

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade