1 evento ao vivo

Por que alguns usados são mais caros do que os zero km

Levantamento realizado pela empresa Kelley Blue Book Brasil mostra que diferença entre usados e zero km pode chegar a mais de 3%

19 mar 2021
14h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Maior diferença: Fiat Strada 2021 seminovo pode custar 3,37% a mais do que na concessionária.
Maior diferença: Fiat Strada 2021 seminovo pode custar 3,37% a mais do que na concessionária.
Foto: Fiat / Divulgação

O comportamento de preços dos carros vendidos no Brasil tem sido bastante atípico. De acordo com um levantamento realizado pela empresa Kelley Blue Book Brasil indica algo um padrão que há muito tempo não era visto no mercado brasileiro. A ocorrência de carros seminovos vendidos com preços acima dos modelos equivalentes zero quilômetro, fenômeno que não ocorria com frequência há quase 40 anos.

Isso porque, até os anos 80, os carros eram considerados uma forma de investimento. Eram tempos em que a inflação mensal era gigantesca e a oferta de carros novos no Brasil era muito menor do que atualmente. Com isso, ter um carro funcionava como uma garantia de possuir um bem de valor, que poderia ser vendido mais caro do que o preço original. Com a abertura do mercado nos anos 90 e o crescimento da indústria -- além da recuperação da economia -- houve o aumento de opções e de oferta de carros, que passaram a ser considerados bens de consumo, que desvalorizam com o tempo e o uso.

No entanto, a situação atual mostra algumas semelhanças com os anos 80. O estudo realizado pela KBB Brasil analisa os preços praticados pelos 10 veículos mais vendidos do país, de acordo com o ranking da Fenabrave. Tomando como base os valores referentes ao estado de São Paulo, metade da lista observada pode apresentar tal situação, considerando a média de preços de unidades zero quilômetro e a média de preços praticados por lojistas no mês de março de 2021.

Carro Ano Faixa de
preço zero km
Faixa de preço
revendedor
Diferença
Fiat Strada  2021 R$ 79.060 a
R$ 79.859
R$ 77.192 a
R$ 81.725
3,37%
Volkswagen T-Cross  2021 R$ 113.241 a
R$ 114.385
R$ 111.135 a
R$ 116.489
2,87%
Chevrolet Onix Plus  2021 R$ 77.677 a
R$ 78.462
R$ 75.113 a
R$ 79.565
2,43%
Hyundai HB20  2021 R$ 67.806 a
R$ 68.498
R$ 65.717 a
R$ 69.272
2,16%
Chevrolet Onix  2021 R$ 71.726 a
R$ 72.451
R$ 69.438 a
R$ 73.039
1,83%

De acordo com a tabela, é possível verificar que a diferença entre o preço zero quilômetro mais baixo e o preço mais alto praticado por lojistas é positiva em cinco dos dez modelos mais vendidos no Brasil em março de 2021. Dentre os carros analisados, a maior diferença foi para o Fiat Strada. Ao que indica o estudo, a picape compacta da Fiat seminova pode ser vendida, em média, até 3,37% mais cara do que a equivalente zero quilômetro. Vale lembrar que a pesquisa compara unidades do mesmo ano-modelo, logo, o modelo seminovo também é modelo 2021.

Líder de vendas em fevereiro, Chevrolet Onix seminovo chega a custar 1,83% a mais do que unidade zero quilômetro.
Líder de vendas em fevereiro, Chevrolet Onix seminovo chega a custar 1,83% a mais do que unidade zero quilômetro.
Foto: GM / Divulgação

Dentre as possíveis explicações para a ocorrência deste fenômeno anormal, está o desequilíbrio entre a oferta e a demanda, tanto para veículos novos quanto usados. Os efeitos da pandemia da Covid-19 na cadeia de produção de carros novos já forçaram a paralisação da fabricação de modelos importantes para o mercado, como os Chevrolet Onix e Onix Plus, e o Fiat Strada.

Com isso, o número de unidades zero quilômetro disponíveis para venda diminuiu, enquanto a procura se manteve. Neste contexto, a fila e o tempo de espera para alguns modelos novos podem fazer com que ofertas de alternativas seminovas, com baixa quilometragem, se valorizem, sobretudo num momento em que o mercado de usados como um todo também está aquecido, com forte demanda. 

 

Veja também:

Volkswagen Taos, o terror do Compass, está pronto!
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade