1 evento ao vivo

Novo Renault Duster decepciona com 4 estrelas no crash-test

Mesmo atualizada, a unidade fabricada na Romênia não alcançou as cinco estrelas no teste de segurança do Latin NCAP

31 out 2019
09h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Apesar de já ser vendido no Chile, o novo Renault Duster ainda não é produzido na América do Sul. O SUV reestilizado, que deve chegar ao mercado brasileiro ano que vem, já foi testado pelo Latin NCAP em uma unidade desenvolvida na Romênia (exportada para o Chile). Em uma versão com airbags frontais e controles eletrônicos de tração e estabilidade, o novo Duster atingiu quatro estrelas na proteção para adultos e três para crianças.  

No impacto lateral, o veículo apresentou boa proteção para a cabeça, abdome e pelve, enquanto o tórax recebeu proteção marginal.
No impacto lateral, o veículo apresentou boa proteção para a cabeça, abdome e pelve, enquanto o tórax recebeu proteção marginal.
Foto: Divulgação

Não é um resultado ruim, mas ainda assim decepcionou pela expectativa de cinco estrelas. No ensaio de impacto frontal, o modelo demonstrou uma estrutura instável, incapaz de suportar cargas de impacto muito elevadas. A proteção para o tórax foi classificada como marginal para o motorista e adequada para o passageiro. Para os joelhos, constatou-se situação marginal para o motorista e boa e marginal para o passageiro, devido à estruturas perigosas atrás do painel. 

No impacto lateral, o veículo apresentou boa proteção para a cabeça, abdome e pelve, enquanto o tórax recebeu proteção marginal. Como o modelo testado não tem airbags laterais como equipamento de série, o teste de impacto lateral de poste não foi realizado.

A proteção para o tórax foi classificada como marginal para o motorista e adequada para o passageiro.
A proteção para o tórax foi classificada como marginal para o motorista e adequada para o passageiro.
Foto: Divulgação

A nota de apenas três estrelas na proteção infantil está relacionada à suscetibilidade do contato da cabeça da criança com o interior da cabine.  Os recursos de Isofix e Top Tether disponíveis no veículo avaliado mostraram-se mais eficientes nos movimentos horizontais da cadeirinha, de modo que a proteção para o pescoço e peito foram avaliadas como inadequadas no ensaio de impacto frontal. Diferente do dummy de três anos, que é instalado com as ancoragens isofix e top tether, o de 18 meses é colocado voltado para trás utilizando o cinto de segurança do adulto.

“Esperava-se um melhor desempenho de segurança no New Duster e um equipamento de segurança igual ao do Dacia Duster na Europa, que oferece airbags laterais e airbags para a cabeça, de série, entre outros recursos de segurança”, comentou Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP.

 

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade